07/02/19 Seu pet

Saiba como estimular a inteligência do seu cachorro

A raça Border Collie é a mais inteligente no universo canino, tanto para a obediência quanto para o trabalho, segundo o ranking Stanley Coren de referência. Com adestramento, brinquedos inteligentes para cachorros e outras técnicas, o seu pet também pode se tornar muito mais esperto.
A inteligência dos cachorros tem sido muito estudada. Até agora, já se sabe que o raciocínio linguístico dos cães é similar ao de um bebê de dois anos e meio e que cada animal têm uma inteligência única, sendo uma das espécies de mamíferos mais inteligentes depois de nós.
Existem animais que conseguem aprender o significado de mais de mil comandos! É o caso daqueles pets que aparecem em programas de TV que sabem selecionar o objeto que o dono pede em meio a vários outros.
Para fins de rotina, o seu pet não precisa aprender tudo isso – o que exige muita prática! Um animal que conhece os comandos básicos, como “sentar”, “deitar”, “ficar”, “pegar” e “largar” já é o suficiente para uma convivência muito mais harmoniosa com os tutores.
A melhor forma de ensinar tudo isso a seu cão é estimulando a sua inteligência.

Confira as dicas para fazer isso com sucesso:

Ofereça brinquedos inteligentes para cachorro
Esse tipo de brinquedo tem como objetivo desafiar o seu pet, propondo uma espécie de quebra-cabeças para que ele resolva e então seja recompensado. Essa brincadeira estimula os instintos naturais dos animais que não são usados no dia a dia.
É o caso daqueles brinquedos como kongs e comedouros, que têm uma pequena abertura para inserir ração ou petiscos, e que podem ser deixados com o animal sem supervisão, afirma a Dra. Livia Romeiro.
Para adquirir um brinquedo que o seu pet irá gostar, é preciso começar com os de fácil resolução e ir evoluindo. Considere o porte do animal e seu temperamento para acertar no tamanho e no material do brinquedo inteligente para cachorro.
Esses brinquedos também são indicados para gastar a energia dos animais que passam o dia sozinhos e acalmar aqueles que têm comportamentos ansiosos ou destrutivos.

Estimule o olfato do pet
O olfato é o sentido mais apurado dos cães. Sua sensibilidade é muito melhor que a dos seres humanos e é através do odor que os cachorros pode reconhecer até mesmo se você está sentindo medo, ansiedade, estresse ou alegria.
Embora seja um sentido muito importante, no dia a dia ele é pouco estimulado. Como essa é a melhor forma do seu pet reconhecer e se acostumar com o mundo ao redor, é preciso exercitar essa função.
Você pode fazer isso com um simples passeio pelo bairro, que oferece diversos estímulos para que o nariz do bichinho seja colocado à prova com odores das ruas, das árvores, do xixi de outros animais e também dos cães que encontram no caminho.
Outra boa ideia é esconder alguns petiscos ou brinquedos com petiscos pela casa enquanto o seu pet não estiver por perto. Assim que ele perceber, ficará animado para procurar em todos os cantos!

Adestre o seu cão
O adestramento é muito importante para o seu animal de estimação e, ao contrário do que pode parecer, irá tornar a vida do pet muito mais feliz! O adestramento é prazeroso e estimula o raciocínio canino, além de reforçar a posição do tutor como “líder da matilha”.
Adestrar um cão nada mais é do que repetir ações para condicionar o animal a um comportamento favorável, como permanecer sentado enquanto uma visita entre em casa ao invés de ficar pulando.
Esse processo é muito mais fácil quando é feito com o auxílio de um profissional, mas é perfeitamente possível adestrar o seu pet com algumas técnicas e com alguns petiscos, é claro!
Para ensiná-lo a sentar, segure um petisco na frente do animal e faça movimentos levantando a mão até que ele se sente. Só então ofereça a guloseima ou um carinho e repita pelo menos cinco vezes todos os dias, até ele aprender.
O mesmo processo vale para truques como dar a pata ou deitar, bastando mudar o movimento das mãos para que o cão execute a ação esperada.
O ideal é iniciar o adestramento quando o cão for apenas um filhotinho, mas em qualquer etapa da vida um animal saudável é capaz de ser adestrado. Um ambiente livre de distrações irá facilitar o aprendizado.

Faça a socialização do animal
Animais sociáveis são muito mais inteligentes. Por isso, atividades de socialização devem fazer parte da rotina do seu pet desde o primeiro dia de convivência.
Enquanto o cão é filhote, é ideal que ele tenha contato com diferentes estímulos, como ouvir barulhos diferentes, conhecer adultos e crianças, brincar com outros animais, cheirar coisas novas e frequentar diversos tipos de ambientes.
Quando ele já estiver familiarizado com tudo isso, é preciso investir em uma rotina diária de passeios na qual o seu bichinho de estimação possa libertar seus instintos naturais, mas de forma que você ainda mantenha o controle sobre ele com as técnicas de adestramento.
Aplicar todas essas técnicas para estimular a inteligência do seu cão é uma iniciativa muito importante para o bem-estar animal, que vai viver muito melhor e, ainda, poupar muitos inconvenientes para os donos.
No entanto, você precisará de um pouco de paciência, afinal, cada pet aprende determinadas ações em um ritmo próprio.


Assine nossa Newsletter
























Uma empresa de muita capacidade e que dá portunidades para as pessoas. Parabéns Absoluta!
Cleci Aguiar

Parabéns Absoluta que reuniu três pessoas que eu admiro muito... Dr. Leôncio Queiroz Neto, meu oftalmologista há anos.... uma pessoa admirável e meu amores [Flavia e Wilson] na matéria sobre viagens ....sem falar na pagina Greenpeace! É isso aí vamos incentivar o ciclismo que faz muito bem a saúde, ao corpo e a mente... experiência própria.
Sandra M. Martins