03/10/17 Danos visíveis

Erros comuns de quem tenta fazer as sobrancelhas em casa

Seja pela comodidade ou por economia, quase todas as mulheres já se arriscaram a fazer as sobrancelhas em casa. Porém, o que parece fácil pode ter um resultado desastroso, já que os pelos sobre os olhos fazem toda diferença no rosto e podem demorar para serem recuperados caso sofram danos.
Jane Muniz, do Spa das Sobrancelhas, listou os erros mais comuns de quem faz as sobrancelhas em casa. 

Deixar as sobrancelhas desiguais
Sobrancelha diferente da outra é normal. Mas um especialista pode suavizar essa desigualdade com procedimentos certos. Em casa, além de não conseguir contornar, a mulher pode aumentar ainda mais a diferença entre elas.

Afinar demais
Acabar se empolgando na hora de retirar os pelinhos é outro erro comum. É preciso ter o conhecimento técnico para saber a espessura certa e acabar não tirando demais.

Seguir um formato que não combina com o rosto
De acordo com a maquiadora, as sobrancelhas precisam conversar com a essência da pessoa, o que torna o serviço de uma consultora de embelezamento do olhar algo bem íntimo e particular. Ela frisa que, quando um profissional realiza a medição no cliente, ele não está apenas seguindo uma fórmula, como também está estudando os trejeitos de cada indivíduo.

Causar falhas
Tirar um pelinho errado e deixar a sobrancelha com buraco. Estas falhas incomodam até mesmo aquelas pessoas que não são tão detalhistas, e os danos podem demorar a serem reparados.

Encurtar demais o primórdio ou o desfecho das sobrancelhas
O profissional de visagismo sabe as medidas ideais que contemplam cada rosto.

Usar produtos que não são desenvolvidos especificamente para sobrancelhas
Lápis 6B, Kajal, Lápis delineador para olhos e sombra compacta, apesar de muitas mulheres usarem, não são voltados especificamente para esta região. Jane alerta que alguns deles podem conter substâncias prejudiciais à pele e aos pelos, podendo causar queda e enfraquecimento dos fios. 


Assine nossa Newsletter



























Acompanho a Revista Absoluta há bastante tempo e sempre me surpreendi com a qualidade e conteúdo. As matérias são ótimas, interessantes e realmente prendem a atenção. Adorei a história inspiradora da Vera Raposo do Amaral, na última edição da revista. Parabéns pela revista e muito sucesso!
Natalia Molon   

É realmente muito bom não somente acompanhar estes 18 anos de história da revista Absoluta, mas também poder fazer parte desta linda trajetória de uma revista que retrata tão bem a nossa cidade e sua gente!!! São inúmeros momentos e matérias marcantes, mas realmente fiquei impressionado com a matéria “Um vírus adormecido” que nos ensina um pouco mais sobre este vírus herpes-zóster, que vem a cada dia pegando muitos de surpresa, infelizmente. Parabéns Betty e Isa pelo maravilhoso trabalho à frente desta revista tão querida por todos nós!!!”
Gilson Gomes de Oliveira, gerente regional do Outback Steakhouse

 

Mensagem