22/11/17 Não mexa!

Entenda porque não é recomendado espremer as espinhas

As famosas espinhas são temidas principalmente pelos jovens, já que a acne se manifesta mais comumente na puberdade. No entanto, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), a complicação não é exclusiva dessa faixa etária, podendo atingir até mesmo adultos com mais de 40 anos. Quando elas surgem, o desespero é tão grande que a maioria das pessoas acaba caindo no erro de espremê-las. Porém, as tentativas de remoção sem o auxílio de um especialista podem agravar o aspecto da lesão e aumentar o risco de cicatrizes.
O alerta é da dermatologista Andréa Rosato, que ressalta algumas recomendações gerais em relação aos cuidados da pele com acne:

Evite manipular as lesões
As espinhas constituem uma dermatose com várias causas, sendo uma delas a inflamação. “Não devemos mexer em lesões inflamadas por conta própria. Além de piorar o quadro, o local poderá ficar mais sensível e haver o aparecimento de manchas”, explica Andréa.  “Assim, é fundamental procurar orientação médica logo no início”, completa.

Confie em profissionais treinados
Existem pessoas, geralmente esteticistas, capacitadas para realizar a remoção dos comedões de maneira correta. “A limpeza de pele, quando realizada por um profissional treinado e de confiança, tem papel importante para ajudar no controle da acne, além de auxiliar no tratamento dermatológico proposto em casos específicos”, orienta a dermatologista.

Prevenção é o melhor caminho
As cicatrizes decorrentes das espinhas possuem tratamento, porém, em alguns casos, pode ser necessário um cuidado longo, com custo elevado e com resultados limitados. “O ideal é prevenir buscando um tratamento precoce e correto, além de evitar a manipulação das inflamações de modo inadequado”, conclui Andréa.


Assine nossa Newsletter


























Compromisso, seriedade, credibilidade, variedade de temas, e muitos outros fatores fazem a Revista Absoluta ser respeitada por todos e ter percorrido estes anos com tanta dignidade. Parabenizo toda a equipe “Absoluta” e que vocês possam continuar sempre na luta.
Ligia Rafful

 

É realmente muito bom não somente acompanhar estes 18 anos de história da revista Absoluta, mas também poder fazer parte desta linda trajetória de uma revista que retrata tão bem a nossa cidade e sua gente!!! São inúmeros momentos e matérias marcantes, mas realmente fiquei impressionado com a matéria “Um vírus adormecido” que nos ensina um pouco mais sobre este vírus herpes-zóster, que vem a cada dia pegando muitos de surpresa, infelizmente. Parabéns Betty e Isa pelo maravilhoso trabalho à frente desta revista tão querida por todos nós!!!”
Gilson Gomes de Oliveira, gerente regional do Outback Steakhouse

 

Mensagem