06/12/17 Envelhecimento da pele

Aprenda a prevenir e cuidar das temidas rugas

Apesar de o envelhecimento ser uma causa natural, a busca por tratamentos rejuvenescedores e antirrugas é cada vez mais constante. Na verdade, muita gente ainda não sabe porque as rugas se formam. Segundo a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, conforme os músculos se movimentam, todas as camadas da pele encurtam e distendem, formando dobras. Devido às fibras de colágeno e elastina, a pele possui a capacidade elástica de voltar ao estado original. Porém, com o envelhecimento, as propriedades físicas se alteram. "A quantidade e qualidade das fibras se modificam e a pele não consegue mais voltar ao estado original. Então, mesmo sem contrair os músculos, as rugas ficam perceptíveis”, explica a médica.
O principal causador do aparecimento destas marcas é a qualidade da pele, que pode ser comprometida por fatores internos, como genética, características anatômicas e idade; ou externos, como exposição ao sol, poluição e tabagismo. De acordo com a profissional, o melhor tratamento é a prevenção, com utilização de cremes e filtros solares de forma contínua.
Mas, quando as rugas já surgiram, os procedimentos dependem das características de cada tipo. Rugas de expressão, por exemplo, exigem toxina botulínica, que paralisa o músculo por baixo da pele. Já para estáticas, são necessários outros procedimentos, que variam conforme a profundidade. Já as superficiais podem ser tratadas com hidratações, mas as mais profundas pedem procedimentos estéticos como peelings ou lasers. Se for o caso, a cirurgia pode se fazer necessária. “É sempre importante lembrar que nenhuma cirurgia substitui o cuidado com a pele. Uma cirurgia facial, chamada de lifting ou ritidoplastia, promove um resultado muito melhor se a pele for bem tratada. Além disso, considero muito importante o trabalho conjunto do cirurgião plástico com o dermatologista”, conclui Beatriz. 


Assine nossa Newsletter



























A revista absoluta esta de parabéns pelos 20 anos! Trazendo informações para agradar todo tipo de publico, a cada edição as matérias são mais interessantes e completas. A equipe toda esta de parabéns: textos bem escritos, conteúdo interessante, e a impressão impecável. Sucesso a todos!
Diego Revollo, arquiteto

 

Eu acompanho a Revista Absoluta desde o seu nascimento, sua infância e sua adolescência. Ao vê-la hoje, em plena mocidade, posso afirmar, sem medo, que ela sabe como construir a sua própria história. História de prestígio, credibilidade, entusiasmo e conquista de amizades. Absoluta cresceu. Crescer é superar obstáculos: sejam eles de alegrias e dores, derrotas e vitórias, lutas e sacrifícios, conflitos e incertezas. Absoluta anda por novos caminhos. Andar é... enfrentar o desconhecido, deixar marcas na sua passagem, se firmar com estilo e personalidade. Absoluta nasceu para ser mensageira: distribuir boas novas, dar boas dicas, documentar acontecimentos marcantes do nosso tempo, destacar os profissionais que se dedicam ao progresso das ciências e das relações humanas. A revista não abre mão da beleza interior de cada pessoa que ela focaliza. Acompanhei o seu trajeto e as suas mudanças pelas ruas e avenidas da nossa cidade. Visitei cada morada do seu destino e tomei o cafezinho gostoso com a sua equipe acolhedora, que cresceu unida, vestindo a camisa da sua marca, com a mais absoluta coragem e fidelidade. Vi revistas nascerem e acabarem enquanto a Absoluta caminhava heráldica, saltitando por entre as pedras do caminho. Recebi a honra de ser capa da "Absoluta gente" no lançamento das suas primeiras edições. Tive os meus textos, poemas e as minhas viagens registradas nas suas páginas. Sempre me senti valorizada por ela, enquanto pessoa, prestigiada enquanto artista, e sou grata pelo destaque que a revista Absoluta deu à minha trajetória existencial. Participei de enquetes da revista, ilustrações de textos, me vi entre amigos, tantas vezes, em fotos publicadas nas suas páginas sociais. Costumo chamar Betty Abrahão de Fênix... a ave da mitologia grega que, mesmo quando considerada morta, renasce das cinzas e alça vôo, pro alto, em busca das nuvens. Considero Isabelle o porto seguro desta obra que se eterniza na história de Campinas. Betty e Isabelle são "almas- irmãs" na vida e na parceria do seu trabalho. O sucesso da Revista Absoluta tem a sua origem na cumplicidade de um sonho que se desabrocha e se estende além dos limites da nossa cidade. Podemos comemorar as 100 edições em família, com a certeza de que fazemos parte desta história. Usarei as palavras de Rubem Alves [o escritor sempre destacado e valorizado por esta revista], para sintetizar a minha homenagem a toda a Equipe Absoluta: "O fato é que todos aqueles que ainda têm a ousadia de falar e escrever, acreditam, ainda que forma tênue, que o seu falar faz uma diferença... e desta crença depende o seu sono e o seu acordar..." Parabéns pela centésima edição!!!! Siga Absoluta!!!! Siga fazendo novos caminhos, ao andar...!!! Beijos
Anna Maria Badaró

 

Mensagem