06/01/18 Cuide-se

Hidratantes são indispensáveis para a saúde e beleza da pele

Indispensáveis em qualquer rotina de beleza, os hidratantes estão entre os produtos mais consumidos quando o assunto é cuidado com a pele. Independente da estação, podem ser usados diariamente, já que protegem tanto dos efeitos do calor e da exposição solar quanto do frio. Mas o que faz estes cosméticos tão essenciais para manter a pele saudável?
Os hidratantes agem na restauração e manutenção do chamado filme hidrolipídico, uma barreira protetora formada de água (suor) e óleo (sebo) que reveste toda a parte externa da pele. Segundo a dermatologista Débora Azenha, eles possuem como função a promoção do chamado equilíbrio hídrico cutâneo, seja minimizando a perda de líquido transepidérmica ou promovendo a sua retenção. Ou seja: evitam que a pele fique desidratada, o que pode causar prurido (coceira) e descamação, entre outras complicações. “Assim, todos os tipos de pele devem usar estes produtos, pois mesmos as oleosas podem estar desidratadas, uma vez que óleo é diferente de água”, aconselha a profissional.
Contudo, ela alerta que em peles mistas ou oleosas, se houver exagero no uso dos produtos, pode haver formação de comedões – anormalidades na queratinização do folículo piloso, que fica obstruído, formando cravos pretos e/ou desenvolvendo acne cosmética.

Parte da rotina
A dermatologista afirma que a frequência no uso de produtos varia de uma pessoa para outra, de acordo com o tipo de pele e o grau de hidratação, mas é recomendado, no mínimo, uma vez ao dia. “No caso dos hidratantes corporais, o ideal é logo após o banho, com a pele levemente úmida. No rosto, deve ser aplicado pela manhã, antes do filtro solar, e a noite, após o banho também”, ensina.
Na hora da aplicação, as áreas com maior tendência ao ressecamento devem ser priorizadas, como braços, pernas e pés. “É muito importante, na hora da escolha do hidratante, ficar atenta aos ativos e, principalmente, à textura - loção, loção oilfree, creme ou sérum -, que deve ser adequada ao tipo de pele”, completa.

Vantagem a mais
De acordo com Débora, pacientes com dermatite atópica podem se beneficiar, e muito, com os hidratantes. A doença é caracterizada por uma alteração da barreira cutânea, com maior tendência ao ressecamento, o que leva ao aparecimento de lesões, vermelhidão e inchaço. “A hidratação da pele, nesses casos, melhora a sensação de coceira e diminui a frequência das crises”, afirma a dermatologista.

Cada um com a sua função
Sobre os tipos de cosméticos existentes no mercado, ela explica que variam de acordo com a composição e concentração de ativos. “Os faciais, normalmente, contêm ativos mais leves do que os corporais. Já aqueles para a região das mãos e pés, são mais ‘pesados’, pois se destinam a áreas mais espessas e ressecadas, às vezes com tendência a fissuras”, detalha. Os produtos também se diferenciam pela textura.

Veja as indicações:
• Creme: com maior consistência, é ideal para a pele seca;
• Óleo: impede a perda de água do corpo e é indicado para ser usado após o banho, quando há maior penetração nos poros;
• Serum: com textura mais leve e fluída, é indicado para o rosto e para peles oleosas;
• Gel: de textura leve, possui a vantagem de não deixar a pele com sensação de “melecada” após o uso e também é recomendado para as peles oleosas;
• Gel-creme: possui hidratação intensa, mas sem aumentar a oleosidade.
 

Confira nossa seleção de bons produtos disponíveis no mercado.

 


Assine nossa Newsletter



























A revista está linda, como sempre.
Adelina Alcântara Machado

Queridas Isabelle e Betty, gostaria de agradecer pela oportunidade de participar desta edição da revista. Aproveito para parabenizá-las pela excelente qualidade tanto das reportagens quanto do layout da revista. Um beijo
Viviane, Estação Marupiara

Mensagem