Absoluta

28/02/20 Cirurgia plástica

7 cuidados para potencializar resultados e acelerar cicatrização

Não há dúvida que as cirurgias estéticas promovem melhora na saúde e na aparência da pele. Porém, para a obtenção de melhores resultados e recuperação mais rápida, é essencial algumas mudanças de hábitos no pós-operatório, para que o processo de cicatrização seja o ideal. “Muitos fatores influenciam esse resultado. Então, é necessário tomar alguns cuidados para evitar ocorrências desagradáveis como má formação de cicatriz”, explica a cirurgiã plástica Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Se você está programando algum tipo de procedimento, a médica dá algumas dicas:

Permaneça em repouso pelo período determinado pelo médico
Beatriz orienta evitar movimentos bruscos, levantar pesos ou dirigir até a liberação do médico responsável para não atrapalhar o processo de cicatrização e para que a recuperação seja rápida. Os médicos solicitam isso aos pacientes, uma vez que, quando os tecidos se rompem, são liberadas substâncias que fazem com que as células mudem de comportamento e, ao invés de fazer a função específica daquele órgão, passam a se multiplicar, mudar de formato e comunicar outras células. “Todo o corpo funciona para curar aquela ferida e é deste processo inflamatório que surgem sintomas comuns durante a cicatrização como dores, edemas e vermelhidão”, explica. “Com o passar do tempo, mesmo após a cicatrização, o processo inflamatório continua e acontece a substituição de fibras e células por estruturas mais resistentes e permanentes até que o tecido esteja fazendo função semelhante à anterior", explica.

Hidrate a sua pele
A pele se torna mais vulnerável quando não está devidamente hidratada, podendo culminar em descamação e aumento de sensibilidade, além de ficar mais suscetível a doenças causadas por micro-organismos. “Estudos apontam que o simples ato de hidratar a área pode favorecer o resultado final. O benefício da aplicação de silicone em gel ou em fita sobre o local é comprovado cientificamente”, diz a médica.

Proteja-se da exposição solar
Ela explica que o principal cuidado durante a cicatrização é a fotoproteção do local. "Enquanto há atividade inflamatória, os melanócitos que produzem o pigmento da pele ficam mais ativos e podem funcionar mais que o desejado, por isso é importante não os estimular ainda mais deixando a pele exposta ao sol". Para quem fuma, é importante parar com o hábito ao menos um mês antes e um mês depois da cirurgia para que não haja problemas no processo de cicatrização.

Cuide da alimentação 
Você deve seguir as recomendações médicas, mas, no geral, o pós-operatório exige alimentação balanceada e respeitando os horários das refeições. Toda a cirurgia é uma agressão ao corpo que passa por um processo inflamatório para que ocorra a cicatrização, e ocorre formação de muitos radicais livres. Podemos melhorar este controle com alimentos antioxidantes, como muitos vegetais principalmente escuros e frutas. As proteínas ajudam no aumento da imunidade e na regeneração do tecido, a Vitamina C é um potente antioxidante além de acelerar a regeneração tecidual e a Vitamina D regula diversas proteínas estruturais como o colágeno. “Normalmente recomendo aos meus pacientes, tanto antes quanto depois da cirurgia, uma dieta rica em proteínas, frutas e verduras e suplementos de vitamina C e D, que normalmente estão deficientes”, afirma.

Hidrate-se
Ela afirma também que, beber em torno de 2 litros de água, diariamente, ajuda a rejuvenescer a pele de dentro para fora e a eliminar as toxinas, beneficiando a cicatrização. E, mais: "Atente-se à postura: Quando o paciente passa muito tempo sentado ou deitado, acaba tendo dificuldades para voltar a andar normalmente. Além disso, a circulação sanguínea também fica prejudicada. É preciso ficar atento à postura e aos movimentos no período recente depois da operação. Cada cirurgia tem suas limitações, converse com seu médico sobre estas orientações."

Realize atividades físicas, mas só após liberação médica /
“Apenas quando o médico liberar, as atividades físicas leves podem ser feitas para auxiliar na recuperação. O importante é respeitar o limite do corpo e reiniciar as atividades físicas de forma gradativa, além de, é claro, orientação médica”, completa a cirurgiã. Não é indicado repouso absoluto no pós-operatório, é importante uma movimentação mínima já a partir do dia seguinte para evitar trombose.
 


Assine nossa Newsletter













A edição, assim como outras, segue guardada com nossas recordações e mais que isso, com toque de carinho de pessoas que integram nossas vidas de forma singela, doce, generosa... Transmita, também, à equipe da Absoluta nosso carinho e agradecimento. 
Lígia Cristina e Sérgio Bisogni 
 

A marca impressiona. São 100 edições, cada um delas marcada pela arte de bem informar e informar bem. Sem o receio de desagradar (com firmeza e lealdade); sem esquecer que o belo existe; sem distanciar-se da realidade; sem meias palavras; sem atrelamento político-partidário; sem fel; sem maldade; sem vender a consciência; sem perder o passado; sem desmerecer as pessoas; sem sair do foco; sem guardar rancor; sem esquecer os amigos... Confesso que estou 100 palavras ! Parabéns Absoluta !!!
Aderbal Bergo

 

Entre em contato agora mesmo!


Desejo receber as novidades