22/10/19 Inquietações em tempos de insônia

Leonardo Tonus lança livro de poemas

Idealizador da Primavera Literária Brasileira, hoje uma das principais plataformas de divulgação da literatura brasileira no exterior, Leonardo Tonus lança seu livro de poemas “Inquietações em tempos de insônia” (Editora Nós) no dia 24 de outubro, em Campinas. Professor de literatura brasileira na Sorbonne Université, em Paris, Tonus apresenta o livro e conversa com os presentes a partir das 18h30, na Aliança Francesa de Campinas, no bairro Cambuí, com mediação do jornalista e escritor José Pedro Soares Martins e acompanhamento musical da pianista Tania Tonus, professora no Conservatório de Tatuí.

Leonardo Tonus reúne no livro uma coletânea de poemas escritos entre o período anterior às últimas eleições presidenciais e os primeiros meses do governo atual. Com prefácio da filósofa Márcia Tiburi, o autor explica que o livro nasceu de uma reflexão pessoal sobre a situação do Brasil e o impacto, nacional e internacional, na cultura e em outras áreas, gerado pelas turbulências políticas recentes.
O escritor e educador lança o seu livro em uma maratona por São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Campinas é a única cidade do interior a receber o lançamento, em uma iniciativa da Aliança Francesa de Campinas, revista literária digital Pé de moleque e a Editora Nós.

Em 2014 Leonardo Tonus foi condecorado pelo Ministério de Educação francês Chevalier das Palmas Acadêmicas e, em 2015, Chevalier das Artes e das Letras pelo Ministério da Cultura francês. Curador do Salon du Livre de Paris de 2015 e da exposição "Oswald de Andrade: passeur anthropophage", no Centre Georges Pompidou (França, 2016), é o idealizador e organizador do festival Printemps Littéraire Brésilien, hoje presente em vários países.

O escritor e educador publicou diversos artigos acadêmicos sobre autores brasileiros contemporâneos e coordenou (e co-ordenou), entre outros, a publicação, entre outros, de Samuel Rawet: ensaios reunidos (José Olimpio, 2008) e das antologias La littérature brésilienne contemporaine — spécial Salon du Livre de Paris 2015 (Revista Pessoa, 2015), Olhar Paris (Editora Nós, 2016), Escrever Berlim (Editora Nós, 2017) e Min al mahjar ila al watan - Da Terra de Migração Para a Terra Natal (Revista Pessoa/ Abu Dhabi Departement of Culture and Tourism/Kalima, 2019). Vários de seus poemas foram publicados em antologias e revistas nacionais e internacionais. É autor de duas coletâneas de poesia : Agora Vai Ser Assim (Editora Nós, 2018) e, agora, Inquietações em tempos de insônia (Editora Nós, 2019).


Assine nossa Newsletter





























No momento em que Absoluta completa a 100ª edição, transmito minha mensagem de saudação e cumprimentos a Betty Abrahão e a sua dinâmica e qualificada  equipe, que souberam fazer da revista um instrumento agradável de informação, cultura e entretenimento. Um ponto de encontro no desencontro do dia-a-dia, pois como dizia Vinícius, “A vida é a arte do encontro, embora existam tantos desencontros pela vida”. Absoluta, no agitado dia-a-dia de nossos tempos, acabou se transformando em um interlocutor inteligente e sensível, trazendo à sociedade da região metropolitana de Campinas, tudo o que acontece de relevante nas multifacetadas áreas do conhecimento humano e da produção científica. Arte, cultura, lazer, política, moda, gastronomia, viagens, saúde, se conectam para fazer da revista um campo fértil de diversidade, como plural é, ou deve ser, a vida da gente.  Essa conexão tem, contudo uma marca que a distingue de todas as outras revistas e assinala a sua autenticidade como veículo de comunicação. O toque de humanismo e delicadeza que se sente no seu folhear, no perpassar de suas entrevistas e reportagens e especialmente no respeito à memória, quando Betty reproduz, de forma gratificante, parcela da obra de seu tio, o competente e saudoso jornalista, Jamil Abrahão, sob cujas penas e lentes se registraram pessoas e  momentos importantes da vida pública  e privada da terra de Carlos Gomes, Campos Sales e que também é orgulhosamente nossa.  No centésimo aniversário, e cem é um número de consagração, os nossos parabéns e os votos de que a revista continue tendo longa vida na contribuição inegável que traz às velhas e novas gerações com informações e valores.  E oxalá que o Absoluta de seu batismo continue significando, como tem significado na sua trajetória, plenitude, diversidade e grau máximo de intensidade, marca das salutares paixões de seus protagonistas, no caso, bem resolvidas em nosso benefício. Grande abraço
Jamil Miguel 

Não tem como não desejar mais sucesso para uma revista que chega à edição número 100! Com certeza não é para qualquer uma!
Gosto muito da Absoluta pelos profissionais que a fazem de coração para o público de Campinas e região! Alias, é a única que tem gabarito e consegue fazer matérias positivas, históricas e interessantes de nossa cidade! A Betty viveu tudo isso e é sempre muito bacana quando compartilha conosco! Parabéns, Absoluta! Serei sempre um leitor cativo e parceiro!
Eduardo Porto, diretor de marketing da Rede Vitória Hotéis