31/10/19 Por essa você não esperava!

Comer macarrão antes de dormir reduz estresse, combate insônia e não engorda

Pode ser espaguete, penne, fusilli, talharim, conchiglione, farfalle, entre tantos outros formatos. Não importa qual o tipo ou molho, uma coisa é certa: o macarrão é um prato delicioso e muito prático de fazer. Mas será que cai bem à noite? A resposta é sim. O macarrão quando consumido à noite pode auxiliar na redução do estresse, no combate a insônia e não engorda.
De acordo com a consultora em nutrição Ana Pallottini, o  macarrão é fonte de carboidrato, fornece energia para o nosso corpo e deve fazer parte de uma dieta equilibrada. Segundo a recomendação do Guia Alimentar para População Brasileira, do Ministério da Saúde, de 55% a 75% do total de calorias ingeridas diariamente devem ser provenientes de carboidrato, ou seja, de cinco a seis porções diárias. 

“No caso do macarrão, um dos maiores mitos sobre o alimento é que ele engorda, principalmente se for consumido antes de dormir, mas consumir massa dentro de uma dieta saudável não atrapalha o emagrecimento. Considerando que a alimentação diária é dividida em cinco refeições -- café da manhã, lanche, almoço, lanche da tarde e jantar -- uma porção de macarrão, equivalente a quatro colheres de sopa (105g), pode estar no jantar e quando unido a um molho leve fornece aproximadamente 180kcal”, explica a nutricionista.

Um estudo realizado este ano por pesquisadores do Brigham and Women Hospital, em Boston, nos Estados Unidos, revelou que o macarrão consumido nas últimas horas do dia não faz acumular gordura, mas sim ajuda a relaxar e a dormir. “Por ser fonte de triptofano, o alimento estimula a produção de serotonina, o chamado hormônio de relaxamento, e a melatonina, hormônio que regula sono”, diz Ana.
Ela ressalta que optar por massa do tipo integral trará um efeito ainda melhor para o corpo, já que ela possui índice glicêmico mais baixo, além disso, é importante escolher um molho leve, como o de abobrinha ou tomate, por exemplo, e evitar ingredientes de difícil digestão como carnes gordas, queijos e etc. “Um efeito positivo do macarrão integral é a baixa resposta glicêmica pós-ingestão, que é uma consequência da estrutura e do tipo de amido, aumentando a sensação de saciedade e melhorando a sensibilidade à insulina, regulando a microbiota intestinal. Além disso, a massa integral pode contribuir para o consumo diário de fibras alimentares", finaliza a nutricionista.


Assine nossa Newsletter





























Parabéns à equipe da revista Absoluta por promover a reflexão, a crítica e o debate através da difusão de informações, fatos e eventos que transformaram nossa História nos últimos 18 anos. Afinal uma nação é fruto do legado de suas lembranças que guiam a construção do que está por vir.
Leôncio Queiroz Neto, médico oftalmologista e presidente do Instituto Penido Burnier

Em cinco anos de parceria, a Revista Absoluta tem sido uma vitrine para a nossa marca, nos representando com muita classe e bom gosto junto ao nosso público-alvo. É um prazer trabalhar com a revista. Parabéns por mais essa conquista!
Teresinha Senatore