16/04/18 Vídeos de casamento

6 principais tendências do segmento

As festas de casamento têm se tornado, cada vez mais, eventos especiais, cujos registros emocionam e surpreendem naõ só os noivos mas também os convidados. Tradicionalmente, maio é considerado o mês das noivas e, por essa razão, o mercado de casamento se agita nesse período.
O segmento de fotos e vídeos de casamento acompanham as novidades, trazendo novas tendências. É isso que nos contam Gabriel Casagrande e Larissa Andressa, proprietários da Nano Filmes. Especialistas  em vídeos de casamento, eles elencaram as principais novidades do setor. Confira: 

1 - Adeus vídeos longos
Aquele formato de vídeo com mais de uma hora de duração contendo a cerimônia religiosa quase na íntegra ficou no passado.
A tendência são os vídeos curtos com, no máximo, 20 minutos de duração. Eles contêm cenas dos principais momentos da cerimônia, da festa e trechos que contam a história do casal. “Os noivos buscam vídeos mais dinâmicos para que possam, inclusive, postar nas redes sociais e assistir várias vezes, sem ficar enjoativo”, explica Larissa.

2- Same day edit
Em português quer dizer ‘edição no mesmo dia’. Trata-se de um vídeo com aproximadamente 3 minutos de duração com os principais acontecimentos que antecederam a festa até o momento de ser veiculado, normalmente depois do jantar. Pode conter cenas dos noivos se arrumando, da emoção da noiva antes de entrar na igreja e dos convidados chegando ao salão, por exemplo.
Gabriel ressalta que a vantagem do same day edit é poder mostrar o vídeo de casamento para todos os convidados. “Existem convidados que não irão até a casa dos noivos assistir ao vídeo completo. Isso fica restrito aos familiares e amigos íntimos. É uma surpresa para os convidados e um marco do roteiro da festa”, diz.
Essa modalidade é considerada a evolução do antigo vídeo vida, quando o casal selecionava fotos desde quando eram pequenos até a idade adulta para serem mostradas durante a festa.

3 - Conteúdo relevante e Storytelling
Storytelling, que significa a capacidade de contar histórias está invadindo as produções de vídeo de casamento. Isso significa que a equipe de filmagem não grava somente o dia do casamento, mas registra outros momentos importantes na vida do casal.
O resultado é um curta-metragem de amor com histórias reais onde os casais são os protagonistas em uma produção dinâmica, com técnicas utilizadas em cinema.
“Mais do que belas imagens a gente valoriza um conteúdo relevante. Já tivemos noivas que costuraram o próprio vestido, ou que junto com as madrinhas, fizeram a decoração da própria festa. Tudo isso é história para contar. E se é história, a gente coloca no vídeo”, exemplifica Gabriel.

4 - Cenas espontâneas
Nada de poses e cenas combinadas. A espontaneidade é, segundo Larissa, a bola da vez. Para tanto, os profissionais de vídeo têm atuado como observadores das cenas durante a festa, e não interferem em absolutamente nada.
Ela explica que ao posicionar a câmera um pouco mais longe é possível captar momentos de abraços e conversas de forma natural. “Não são os noivos que precisam estar a serviço da equipe de filmagem, mas a filmagem é que está a serviço deles. Nada é combinado, não tem fake. O casal precisa apenas se preocupar em aproveitar a festa, que passa tão rápido”, resume.

5 - Vídeo para mídias sociais
Em um mundo cada vez mais conectado, os vídeos produzidos especialmente para as redes sociais estão cada vez mais em alta e caindo nas graças dos casais.
Larissa explica que a ideia é gravar vídeos curtos para o Stories e também para os perfis dos casais na rede. “Os noivos querem compartilhar este momento tão importante na vida deles em suas páginas de Instagram e Facebook e as produtoras conseguem oferecer isso de forma profissional”, diz.

6 - Vídeo de Lua de Mel
Essa também é uma novidade do mercado de casamentos. Trata-se de um serviço de edição das imagens feitas pelo próprio casal durante a lua de mel, compilando-as para transformar em um clipe. Por ser um vídeo curto, ele também pode ser postado nas redes sociais.
O serviço é oferecido para casais que, durante a viagem fazem inúmeras fotos e vídeos com suas câmeras ou aparelhos celulares, mas que ao retornarem não sabem o que fazer com o material. “As imagens ficam guardadas nos aparelhos, correndo o risco de se perderem com o tempo”, finaliza Gabriel.

 


Assine nossa Newsletter



























É uma grande satisfação receber a edição da Absoluta! 
Silvia Kuhl

Betty Abrahao, essa é pra vc Absoluta! No castelo de Caras 2011. Surpresa! www.facebook.com/photo.php?v=258014677565068  
Bya Barros, arquiteta

Mensagem