Absoluta

03/02/20 Introdução alimentar

Saiba como superar essa fase delicada, cheia de dúvidas e inseguranças

Introdução alimentar é o termo usado para designar a fase em que a alimentação dos bebês começa a incorporar outros alimentos além do leite materno. Normalmente, é iniciada no sexto mês de vida, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Até essa idade, o ideal é que aleitamento materno seja exclusivo, sem necessidade de nenhum outro alimento, nem mesmo água, já que o leite da mãe supre também as necessidades de hidratação do bebê.

Ao completar seis meses, recomenda-se introduzir outros alimentos na dieta do bebê, sem deixar de amamentar - o aleitamento deve continuar até os 2 anos de idade. Nos casos em que a mãe não pode amamentar, deve-se recorrer à outras opções, sempre com orientação de um pediatra.

A alimentação deve ser introduzida de maneira lenta e gradual. Algumas crianças podem estranhar no início e recusar determinados alimentos, o que é normal, pois trata-se de uma experiência totalmente nova para elas. Por isso, além de se oreintar com um médico da sua confiança, vale conversar com outras mães e se aconselhar com elas.

Se você é mãe de primeira viagem, ou conhece alguém que é, certamente já percebeu a infinidade de dúvidas que surgem na hora da introdução alimentar do bebê. Quais alimentos não podem faltar nas papinhas? O que fazer se o bebê rejeitar o alimento? Devo começar com fruta ou papinha salgada? Que tipo de panela usar? Devo colocar sal? Algum outro tempero? Posso congelar as papinhas? As perguntas são inúmeras!

Se você se identificou com o que descrevemos, aqui vai uma dica: O Manual das Papinhas, produzido pela Andréa Alves. Mãe de três filhos, ela resolveu estudar a fundo sobre alimentação e aplicou tudo na própria casa. Os resultados foram incríveis; as crianças raramente ficam doentes, nem mesmo resfriados ou dores de garganta. A imunidade dos pequenos está sempre em alta.

Então, ela decidiu compartilhar com outras mães tudo que aprendeu, lançando o Manual das Papinhas. Nele, ela ensina 100 receitas de papinhas super práticas e saudáveis, com informações sobre o óleo ideal, os temperos certos, as panelas que não soltam contaminantes, os potes livres de aditivos tóxicos e muito mais. Imperdível para quem tem bebês pequenos e uma ótima opção de presente para quem conhece alguém que passa por essa fase.

Para saber mais sobre o Manual de Papinhas e o trabalho da Andréa, clique aqui.


Assine nossa Newsletter



















Parabens a equipe. Ficou sensacional!!! 
Ana Lucia Bertolani

Isabelle: a Absoluta está linda, tanto na apresentação, como principalmente no conteúdo. PARABÉNS, Betty, PARABÉNS, Isabelle!!!!!!! Emocionante o trabalho da Vera Raposo do Amaral, na maneira de administrar o legado do nosso querido, admirável e saudoso Cássio. Meus amigos J. Pedro Martins, Ciça Toledo, M. Ines Fini, e os outros colaboradores, passando um recado à altura da Revista. Tudo o mais, é curtir a vida: viajar, deliciar com os pratos sugeridos...UAU !!! Adorei !!! -  
Anna Maria Badaró 
 

Entre em contato agora mesmo!


Desejo receber as novidades