10/10/17 Mercado aquecido

Levantamento indica que setor pet é o que mais cresce no país

Uma pesquisa inédita realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) nas capitais brasileiras, com internautas que possuem ou são responsáveis financeiros por um animal de estimação, revelou que gastam, em média, R$189 por mês com seus bichinhos. Segundo o veterinário Luciano Granemann e Silva, a justificativa está na mudança de comportamento dos tutores. “Os pets passaram a ficar dentro das casas e a ser tratados como membros da família”, explica.
A despesa média mensal, incluindo ração, medicamentos, serviços veterinários e de banho e tosa, é de cerca de R$340, um aumento de aproximadamente 25% se comparado ao de 2016, que era de R$ 270. 
A jornalista Fabiane Tomaselli não economiza quando o assunto é Cindy, sua maltês de três anos. Ela gasta em torno de R$480 por mês em saúde, vacinas, produtos de higiene e remédios. “A Cindy sofreu um problema neurológico quando era menor e não abro mão de atendê-la em todas as suas necessidades, principalmente na saúde e educação”, conta Fabiane.
Segundo levantamento do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina, o número de empresas do setor pet no Estado, como novas clínicas, hospitais, consultórios e pet shops, passou de .821 para 2010 no ano passado, um crescimento de 10,3%. 


Assine nossa Newsletter





















Maravilhosa cobertura da Feijoada da Hípica.
Vera Marcelino

Gostei muito desta nova edição da Revista. Parabéns e obrigado
Alex Nucci

Mensagem