30/11/18 Chef Decor

Arquiteta Silvia Cabrino é a vencedora de 2018

Após seis jantares, divididos em três batalhas gastronômicas, que testaram os talentos de profissionais do setor de arquitetura e design de interiores, foi a vez do anúncio dos três finalistas. Os melhores chefs cozinharam, ao vivo, na Grande Final do Chef Decor 2018, para quatro jurados, após terem acesso a uma caixa surpresa que mesclava proteínas, alimentos orgânicos e temperos. A vencedora, que conquistou o título de Chef Decor, foi a arquiteta Silvia Cabrino e seu sous chef Erney Feltrin. 
Apesar do evento se tratar de desafios e conquistas, a noite foi aberta falando de perdas, em uma emocionante homenagem à arquiteta Letícia Telles, uma das participantes do Chef Decor 2017 e também jurada dessa edição, que faleceu em um vôo de helicóptero.
Foi apresentado um filme, produzido pela organização do evento, mostrando seus momentos de alegria e de paixão à cozinha. A entrega de aventais com seu nome para quatro amigos presentes nessa noite (chef Emerson Donadon, o arquiteto Fernando Consoni, sua sócia Fabiana Rocha e a assistente de cozinha Adriane Oliveira) marcou o início da montagem da sua receita favorita, que era a polenta com ragu. Ela foi servida em sua tábua original para os 200 convidados que estavam no salão principal do Tênis Clube de Campinas.
Voltando à competição, os seis profissionais participantes foram Aldomar Caprini, Fernanda Antunes, Nelson Bergamo, Silvia Cabrino, Mariana Oliva e Andre Zazeri, sendo os três últimos os finalistas da noite.
A primeira a cozinhar foi Mariana, que fez uma pescada amarela sob purê de abobrinha, legumes salteados e, para finalizar, uma cenoura glaceada. Andre cozinhou, na sequência, um filet mignon com beterraba glaceada e brócolis passado na manteiga. O prato vencedor de Silvia foi a canjiquinha com galeto. Para prepará- lo, a chef cortou a abobrinha e a usou como recipiente, em uma apresentação que surpreendeu os jurados. Segundo ela, seguiu a origem mineira de sua mãe e criou "um prato para o lado de Minas, com a canjiquinha e coxinhas do galeto de frango".
"O Chef Decor é uma surpresa o tempo todo, porque a gente não sabe o que vai acontecer. Só sabe quem já passou por isso, mas foi uma experiência muito gostosa. Quero agradecer ao meu sous chef, Erney, que combinou muito bem comigo e foi super importante. Também parabenizar a todos e dizer que fiquei com vontade de comer cada um dos pratos de vocês. Parabéns à organização pela iniciativa. Um evento como esse enriquece a cidade", disse Silvia.
Todos os pratos foram harmonizados com vinhos selecionados pelo sommelier Pedro Bannitz.
Para o organizador Lenine Faria, a missão do Chef Decor é a de revelar os melhores talentos gastronômicos entre arquitetos e designers de interiores, respeitando a criatividade e personalidade de cada competidor. "Este ano o formato ficou mais desafiador, com batalhas ao invés de jantares individuais, e o resultado foi além do esperado. A oportunidade de homenagear a Letícia também foi muito especial. Enfim, uma noite inesquecível, com certeza.”
Segundo o chef e consultor técnico do evento, Emerson Donadon, "os profissionais se empenharam e trouxeram uma riqueza temática para o evento esse ano, envolvendo pesquisa, harmonização, ambientação e muita criatividade".

Jurados e premiação
Além dos jurados fixos do Chef Decor 2018, que são o chef Emerson Donadon, o designer de interiores, Luís Roberto de Castro Rios e a organizadora de confrarias gastronômicas, Rosa Jannini, participou ontem como jurado convidado, representando o corpo docente do IFBG (Instituto Franco Brasileiro de Gastronomia), o chef Estevan Borges, pós-graduado em cozinha clássica e patisserie na Suíça.
Todos os participantes foram premiados com cursos profissionais de gastronomia do IFBG (Instituto Franco Brasileiro de Gastronomia), presentes da marca francesa Staub e da Camicado. Mas o cobiçado troféu foi apenas para o primeiro colocado.

fotos Ricardo Dettmer


Assine nossa Newsletter



























Parabéns à equipe da revista Absoluta por promover a reflexão, a crítica e o debate através da difusão de informações, fatos e eventos que transformaram nossa História nos últimos 18 anos. Afinal uma nação é fruto do legado de suas lembranças que guiam a construção do que está por vir.
Leôncio Queiroz Neto, médico oftalmologista e presidente do Instituto Penido Burnier

A última edição da revista Absoluta está maravilhosa. Parabéns Isabelle Sabbatini e Betty Abrahão!  
Marina Zerbinatti, juíza do trabalho