25/09/17 Calvície feminina

Genética, distúrbios fisiológicos e emocionais são as principais causas

Os cabelos estão intimamente ligados à autoestima das mulheres. Por isso, perdê-los pode causar um grande impacto emocional negativo. A calvície ou alopecia, caracterizada pela redução total ou parcial dos fios em determinada área da pele, afeta principalmente os homens, mas tem se tornado cada vez mais usual em mulheres. Segundo a American Academy of Dermatology, de um total de dois bilhões de pessoas no mundo que enfrentam os efeitos da condição, mais de 100 milhões são mulheres.
No Brasil, estima-se que o problema atinja cerca de 40% da população feminina. De acordo com a terapeuta capilar Vanessa Cotta, o afinamento do cabelo caracteriza-se como o primeiro sinal, seguido pela interrupção do seu crescimento. Com a progressão da complicação, há uma rarefação capilar que começa a ser visível.

Principais fatores
A calvície pode ser desencadeada por diversas causas, entretanto, a principal delas é hereditariedade. A alopecia androgenética feminina é relacionada a hormônios masculinos, mais especificamente à testosterona. Ela pode ocorrer por um aumento na sensibilidade ao hormônio ou até mesmo pela concentração do mesmo no corpo. “O problema também pode estar ligado ao excesso de oleosidade, uso exagerado de produtos químicos, distúrbios de tireoide, má alimentação, consumo de certos medicamentos ou a fatores emocionais”, conta Vanessa. Após cirurgias, tratamentos rádio ou quimioterápicos e no pós-parto, a queda também pode ser mais intensa, entretanto, passageira.

Como reconhecer?
É importante ressaltar que o cabelo cair não configura necessariamente um caso de calvície. A queda de até 100 fios diários é considerada saudável para que haja renovação do tecido. Porém, a profissional afirma que é interessante observar três fatos: se os cabelos costumam nascer na mesma proporção em que caem, se existem falhas pontuais em determinadas áreas ou se os fios se perdem ao longo do dia ou durante a escovação/banho.Sentir dor no couro cabeludo ao escovar ou após banho de sol também é um sinal importante.

Tratamento

Segundo Vanessa, o objetivo é recuperar os fios e, principalmente, a sua saúde. “A tricologia conta com diversas técnicas, cada uma alinhada com o problema presente. Independente do procedimento adotado, ela deve ser conjugado à uma boa alimentação e a um bom estado emocional”, orienta”. “O tratamento, além de prevenir a queda, elimina a seborreia, controla a oleosidade e trata o couro cabeludo de acordo com a necessidade de cada pessoa”, finaliza.


Assine nossa Newsletter























Betty, parabéns seria pouco pela beleza e mudança da sua revista, foi um enorme prazer estar com vocês. Ela não deve nada comparada a uma revista Francesa ou Italiana. Parabéns mesmo. Um grande abraço
Myrian Abicair, Spa 7 Voltas

Adorei receber a revista, que está maravilhosa em seu conteúdo, formatação, fotos, etc!!! Parabéns, sempre!!! Vc é uma profissional exemplar!!!
Jane Raquel Marques Quilici 

Nome


E-MAIL
Mensagem