28/09/17 Conjuntivite primaveril

Complicação esta associada à polinização de flores e plantas nesta época do ano

Durante a primavera, os olhos precisam de cuidados especiais, uma vez que é no período entre setembro e dezembro que fatores como umidade e mudanças de temperatura, além da exposição ao ar condicionado e à poluição, podem gerar vários tipos de alergias. Nesta época, flores e plantas também entram em polinização, sendo que o pólen fica suspenso no ar e, em contato com os olhos, por meio do vento, podem levar a chamada conjuntivite primaveril.
Segundo o oftalmologista José Ernesto Ghedin Servidei, os principais sintomas desta complicação são coceira ocular intensa, secreção e lacrimejamento. Além disso, podem aparecer vermelhidão, sensação de areia ou cisco no olho e intensa intolerância à luz. “O tratamento é feito com o uso contínuo de colírio antialérgico por tempo determinado e com o alerta de nunca coçar a região. Em alguns casos, ainda, é necessário um corticoide para amenizar a alergia”, explica Servidei.

Para prevenir e evitar o problema, o profissional dá algumas recomendações:
- Manter as mãos limpas e longe do contato com os olhos;
- Enxugar o rosto apenas com toalha de papel;
- Deixar a janela fechada durante a noite;
- Ficar longe da exposição dos agentes irritantes, como fumaça e alérgenos;
- Usar óculos escuros, que criam uma barreira contra a poeira e o pólen carregados pelo vento. 


Assine nossa Newsletter





















Parabéns a toda a equipe! Que revista linda, chic, inteligente e deliciosa de ser lida!  Bjs a todos e todas, em especial para a minha cara amiga Betty.
Sandra Almeida  

Parabéns Absoluta que reuniu três pessoas que eu admiro muito... Dr. Leôncio Queiroz Neto, meu oftalmologista há anos.... uma pessoa admirável e meu amores [Flavia e Wilson] na matéria sobre viagens ....sem falar na pagina Greenpeace! É isso aí vamos incentivar o ciclismo que faz muito bem a saúde, ao corpo e a mente... experiência própria.
Sandra M. Martins 

Mensagem