05/02/18 Tríade da Mulher Atleta

Complicação é gerada por desequilíbrio energético no corpo

Você sabia que mulheres que praticam atividades físicas em excesso, sejam atletas profissionais ou amadoras, correm o risco de desenvolver uma complicação chamada Tríade da Mulher Atleta?
Isso acontece quando há um desequilíbrio entre o que se gasta nos exercícios e o que é consumido na alimentação, pois, se existe falta de energia para o funcionamento do corpo devido a quantidade insuficiente de comida ingerida, a mulher deixa de metabolizar e produzir hormônios essenciais para a manutenção da massa óssea. A principal consequência é o desenvolvimento da osteoporose, mesmo nas pessoas mais jovens.
Além disso, as fraturas por estresse passam a ser mais frequentes e a queda na performance esportiva é quase inevitável. “Quando a mulher come menos, faz dietas rigorosas e gasta mais energia em puxadas atividades físicas, acaba desencadeando o desequilíbrio no próprio corpo. Em algumas situações, o dano pode ser permanente”, explica Karina Hatano, médica do exercício e do esporte. Ela alerta para importantes sinais de que algo está errado, como perda de peso, atrasos da menstruação, queda no desempenho, maior cansaço no dia a dia, fraqueza muscular, fratura por estresse, desânimo e depressão.
O tratamento consiste em fornecer mais energia, ajustar a carga de treinamentos e indicar uma alimentação mais equilibrada. “Para evitar a Tríade da Mulher Atleta, é fundamental, ainda, nunca jejuar antes dos exercícios, ficar bem longe das chamadas dietas milagrosas de verão e sempre contar com acompanhamento médico”, avisa Karina.  


Assine nossa Newsletter



























Sinto-me parte da ABSOLUTA desde a primeira reportagem da qual participei, culminando no momento em que apareci como capa. Penso que a Revista se impõe, como mídia dentro desta cidade, dentro de um alto padrão de referência científica, social, gastronômica, de variedades, enfim. Ao público, leigo e profissional, a ABSOLUTA cabe como instrumento de lazer, informação e direção. Tudo isso me fascina nessa revista e me sinto orgulhoso por sempre participar, cooperando com meu conhecimento e experiência
Ivan Capelatto

 

Betty, a Absoluta está um arraso!!!!!!!!!!! 
Belinha Valente