29/11/17 Obesidade feminina

Problema aumenta as chances de infertilidade entre mulheres

Diabetes, infertilidade, ansiedade, depressão, problemas cardiovasculares, cânceres e o aumento da pressão arterial são algumas das possíveis consequências do sobrepeso. No caso das mulheres, a dificuldade para engravidar soma-se a todos esses problemas. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Verhum, recentemente, mulheres obesas submetidas à fertilização in vitro tiveram uma taxa de abortamento espontâneo de 66,6%, contra 17,8% entre aquelas que tinham sobrepeso e 13,8% entre as que estavam no peso normal.
Segundo o médico Leonardo Salles, a complicação, além de dificultar a gravidez natural ou por técnicas de reprodução assistida, também provoca o aumento das possibilidades de aborto, prematuridade, pré-eclâmpsia e infecções pós-parto. “O fator principal que influencia na infertilidade da mulher obesa é o excesso de estrogênio (hormônio sexual feminino), cuja produção está diretamente associada à gordura corporal. O seu excesso causa um desequilíbrio que pode impedir a ovulação, e por consequência, a diminuição das chances de gravidez e instalação da infertilidade”, explica.
Leonardo esclarece que a obesidade abdominal ocorre entre pessoas com circunferência da cintura acima de 88 cm, no caso das mulheres, e de 102 cm, nos homens. “Este tipo também pode causar a diabetes gestacional, desencadeada por alterações no metabolismo materno e agravada pelo ganho de peso excessivo durante a gestação, idade materna avançada e quadro de hipertensão arterial. Na maioria dos casos, a doença desaparece após o nascimento do bebê, mas aumenta as chances da mulher desenvolver doenças cardiovasculares e a probabilidade de voltar a apresentá-la após a menopausa”, aponta.
Uma pesquisa da Agência Internacional para Pesquisa do Câncer, da Organização Mundial de Saúde, e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, constataram que o sobrepeso e a obesidade são causadores dos principais cânceres que atingem a população feminina, como o câncer de colo do útero, endométrio, mama, útero e ovário.
 
 


Assine nossa Newsletter



























A revista ABSOLUTA 100 é especial em muitos sentidos. Demonstra a capacidade de seus dirigentes e editores de vencer em campo extremamente competitivo: a informação da sociedade, de negócios, da vida social e da participação ativa da família campineira no contínuo e crescente desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas. A inovação que o Uva Bar trouxe para Campinas, com oferta de aperitivos e pratos sofisticados sempre acompanhados de vinhos, encontrou na Absoluta identidade perfeita, pela sofisticação, requinte e bom gosto de seus clientes. Por sua centésima edição, parabéns! Um brinde cheio de borbulhas, espumas e prazer. Tim - Tim!
José Lúcio Natali

 

É com muita admiração e orgulho que expresso a minha sincera opinião pelo trabalho de GIGANTE que a REVISTA desempenha através de suas pautas, buscando sempre nos informar e, sobretudo, ENSINAR abordando assuntos nas mais variadas áreas, políticas, sociais, médicas e empresariais buscando sempre a VERDADE e a autenticidade com muita elegância e firmeza.
Posso imaginar o grande empenho na busca pelas informações em tantas áreas diversas, e isso EM TODOS ESSES ANOS, ATÉ O NÚMERO 100.
REALMENTE só uma equipe fabulosa como essa da REVISTA ABSOLUTA com sua presidente, a querida BETTY ABRAHÃO, amiga de tantos anos, superando com muita GRANDEZA momentos difíceis e nos dando tantos ensinamentos com sua inteligência, sabedoria e bondade. Uma ABSOLUTA COMPLETA e VERDADEIRA, e me sinto honrada por ter o privilégio de expressar a minha admiração pelo trabalho e sucesso da revista. ESPERO que esse número 100 possa se multiplicar muitas e muitas vezes. Infinitamente!
Renata Strazzacappa Barone
 

 

Mensagem