15/12/17 Linfoma de Hodgkin

Prática de exercícios físicos auxilia no tratamento do câncer

Realizar atividades físicas sempre foi a principal recomendação médica para melhorar a saúde do corpo, entretanto, quando a pessoa é portadora de câncer, principalmente de linfoma de Hodgkin, surgem algumas incertezas. A doença atinge os gânglios do sistema linfático e é caracterizada pela multiplicação descontrolada dos linfócitos do tipo B, responsáveis pela defesa do organismo, considerado um câncer raro. É comum entre jovens adultos, especialmente na faixa dos 20 anos. Entre os principais sintomas, estão febre, perda de peso, sudorese noturna, coceira e fadiga.
Segundo o hematologista Guilherme Fleury Perini, “existem benefícios das atividades físicas descritas para vários tipos de câncer, incluindo o linfoma de Hodgkin. Há estudos mostrando melhoras na composição corporal, qualidade de vida, fadiga e diminuição da ansiedade”, afirma. Um desses estudos é o HELP, conduzido pela Fundação Lance Armstrong e pela Universidade de Alberta, no Canadá. Feito com 122 pacientes, demonstrou-se que o grupo submetido a uma série de treinos aeróbicos, durante doze semanas, teve resultados positivos com relação à qualidade de vida, como melhora da fadiga, preparo cardiovascular e aumento de massa magra, e em aspectos psicológicos, como depressão, em comparação ao grupo que não foi submetido a essas condições.
De acordo com o médico, as atividades não impactam no tratamento da doença e os principais benefícios estão ligados aos aspectos psicológicos, pois o paciente tem sensação de bem-estar. “A fadiga, além do componente físico, também apresenta o fator psicológico e é uma das manifestações que mais demonstraram melhora em pacientes praticantes de atividades físicas”, acrescenta.
Entre os exercícios indicados, estão os aeróbicos e os que visam o ganho de massa magra, como a musculação. Caminhadas, corridas e ciclismo também beneficiam no tratamento. Além disso, para pacientes com câncer, exercícios supervisionados em academia são os mais adequados. Atividades que envolvam impactos devem ser evitadas, devido ao risco de plaquetopenia, nível extremamente baixo de plaquetas no sangue, principalmente em indivíduos com cateteres totalmente implantáveis. 


Assine nossa Newsletter


























Para conhecer a revista ‘Absoluta’, é preciso conhecer a Betty Abrahão. Conhecer Betty Abrahão, é conhecer Campinas nas suas artes, cultura, eventos, rodas sociais, história da cidade e daqueles que escreveram e escrevem essa história.
Betty Abrahão está sempre presente. Faz acontecer! Ela programa, propaga e promove a integração daqueles que daqui são e dos que de fora vieram. O DNA de Betty Abrahão vem marcado com o de seu tio Jamil Abrahão, mas como dizia um dos meus brilhantes professores da PUC em minha Faculdade de Direito: ‘a gente reconhece que o professor é bom, quando o aluno supera o mestre’. Certamente Jamil Abrahão sente-se feliz ao ver onde ela e a revista ‘Absoluta’ chegaram.
Além de se somar a isso, seu jeito faceiro, seu sorriso presente, a elegância irretocável e autenticidade que levam sua marca, por onde passa. Ah! E a revista?
Muito bonita, bem formatada, artigos interessantes, além de todas as entrevistas que desvendam, com curiosidades, um pouquinho da história daqueles que têm o privilégio de estar em suas páginas. Leitura leve, para qualquer ocasião. Não precisa ser ‘usada com moderação’.
Parabéns ‘Absoluta’, parabéns Betty Abrahão, parabéns Campinas e parabéns, com absoluta convicção, de que a ‘Absoluta’ é um presente. Com carinho.
Célia Leão, deputada estadual

Parabéns!!!!!!! Betty Abrahão... essa Revista é o Máximo!!!!!!... Adorei!!!... Sucessooo !!!
Franco Junior

Mensagem