07/02/19 Tomate

Conheça 10 benefícios de um dos alimentos mais nutritivos da nossa mesa

Considerado por muitos um legume, o tomate é, na verdade, uma fruta. E uma das mais nutritivas a compor a nossa mesa. Originada das Américas, conseguiu conquistar o mundo inteiro pelo seu sabor e benefícios à saúde.
Dentre suas principais propriedades podemos destacar: o licopeno, vitaminas A e C, vitaminas do complexo B, e minerais (como potássio, fósforo e magnésio). 


A nutricionista Bianca Naves listou dez benefícios do alimento, lembrando que, quanto mais maduro, maior a concentração desses nutrientes.

Proteção Solar - Tomates tem licopeno, um antioxidante que ajuda a proteger a pele contra os danos causados pelo sol tornando a pele menos sensível aos danos da luz ultravioleta, uma das principais causas de linhas finas e rugas no rosto.
Pele sempre saudável - Consumo regular de tomates ajudará no aspecto da sua pele, já que ajuda a minimizar poros dilatados, curar a acne e erupções cutâneas ou tratar pequenas queimaduras.
Melhora a visão - Com uma alta quantidade de vitaminas A e C, nossa visão também é muito beneficiada com o consumo deste fruto. O tomate também pode reduzir o risco de desenvolver cataratas.
Saúde dos ossos - Devido à presença de vitamina K e cálcio, que ajudam a fortalecer e reparar os ossos. O licopeno é antioxidante e ajuda a melhorar a massa óssea, que é uma ótima maneira de combater a osteoporose.
Reduz problemas capilares - A acidez e vitaminas do tomate ajudam no equilíbrio dos níveis de pH no seu cabelo, além de fortalecer, proporciona brilho para fios opacos, danificados e sem vida.
Ajuda a reduzir níveis de açúcar no sangue - É fonte do mineral cromo, que pode ajudar os diabéticos a regular os níveis de açúcar no sangue. Além disso, por ser um alimento de baixa caloria, se torna um aliado para às pessoas que estão tentando perder peso.
Previne câncer - Um estudo publicado no Jornal do Instituto Nacional do câncer sugere que comer mais tomates reduz o risco da doença em órgãos como: próstata, pulmão, estômago, entre outros.
Melhora as noites de sono - De acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia, aqueles que consomem mais licopeno dormem melhor em comparação com pessoas que não o fazem.
Reduz a pressão arterial - O licopeno, Vitamina C e outros antioxidantes são os principais encontrado no tomate e são conhecidos por melhorar a saúde cardiovascular. Outro fator importante é que o tomate é rico em potássio, ajudando assim a baixar a pressão arterial.
Reduz a dor crônica - Devido à presença de agentes anti-inflamatórios como bioflavonoides e carotenoides, tomates podem reduzir dores crônicas. O consumo do fruto ajuda a reduzir a inflamação e ainda traz alívio da dor.

Curiosidades
É muito nutritivo - O tomate típico (de coloração vermelha) é rico em ácido ascórbico (vitamina C). Também fornece pró-vitamina A (em pequenas concentrações). É uma boa fonte de vitaminas do complexo B e dos minerais cálcio e potássio.
Pode evitar alguns tipos de câncer - Por ser rico em licopeno (que confere a cor vermelha típica dos frutos), o tomate tem propriedades que evitam o desenvolvimento de diversos tipos de câncer de próstata, ovário e na redução de doenças cardiovasculares.
Teve origem nas Américas - Apesar de ser popular na Itália, o tomate não é obrigatório da Europa, e sim das Américas. De acordo com o pesquisador da Embrapa, “o tomateiro é nativo da região Andina, englobando o Peru, Norte do Chile, Equador (incluindo as Ilhas Galápagos) ”.
Demorou para chegar à Europa  - Apesar da fama dos molhos italianos, o tomate só chegou à Europa no século XVI. E no início, eles não eram comidos, mas usados como decoração nas mesas de banquetes. Os italianos foram os primeiros a usar tomate como comida. Por lá, chamaram a fruta de “promo d’oro” (pomo de ouro), que também deu origem ao nome da receita de molho de tomate pomodoro.
O Brasil cultiva quase todas as variedades - A produção brasileira de tomates abrange quase todas as variedades da fruta. “Os tipos mais populares são os tomates caqui (longa-vida ou convencional), tomate Santa Cruz/Santa Clara/Débora, tomate Italiano ou Saladette, tomate mesa rasteiro e tomate industrial, tomate cereja e tomate grape”, conta o pesquisador. “As principais diferenças estão no formato e tamanho dos frutos, e como eles são cultivados (com estacas, todos os grupos) ou rasteiros (tomate mesa rasteiro e tomate industrial) ”.

Como escolher
Na hora de escolher qual tomate comprar, leve em consideração que alguns tipos são melhores para molhos, in natura nas saladas ou outros usos.
• Tomate caqui (longa-vida ou convencional): consumo in natura;
• Tomate Santa Cruz/ Santa Clara/ Débora: consumo in natura e molhos caseiros;
• Tomate Italiano/Saladette: consumo in natura, molhos caseiros e tomate seco;
• Tomate mesa rasteiro e tomateiro industrial: consumo in natura, molhos caseiros, extratos, ketchup;
• Tomates cereja e grape: consumo in natura;

Outros usos
Além das comidas, o tomate também faz suco e drinks como o Bloody Mary, que leva molho inglês, pimenta e vodka.


Assine nossa Newsletter

























Absoluta é o que o nome diz: completa e única na divulgação dos acontecimentos mais importantes na sociedade de Campinas. Parabéns pela maioridade e muito sucesso nos anos que virão.
Carlos Bosco

Absoluta. Uma publicação que traz a ousadia em seu nome e mostrou ao que veio. Poucas podem usar esse nome com tanta propriedade. Parabéns pelo excelente trabalho realizado nestes anos de muitas conquistas, dedicados à promoção e desenvolvimento da nossa região. Sucesso e longa vida a quem promove de forma única o melhor da Grande Campinas. Parabéns!
Beto Tozi