20/06/13 Museu da notícia

Newseum, um dos mais novos museus de Washington DC, surpreende os visitantes

Inaugurado em 2011, o Newseum, um dos mais novos museus de Washington DC, surpreende os visitantes em todos os sentidos. Considerado um dos mais caros museus construídos nas últimas décadas, tem cerca de 23 mil metros quadrados de espaço para exposições temporárias e permanentes, que incluem 15 auditórios, 14 galerias, dois estúdios de transmissão, uma ilha de edição e muitos objetos históricos relacionados ao jornalismo. Um verdadeiro templo para quem se interessa por História e Jornalismo. Em que outro lugar do mundo é possível ler todas - isso mesmo, todas as capas dos principais jornais do mundo? Ou ver uma página original de Guttemberg, um dos primeiros documentos impressos da humanidade? Mas o grande destaque fica por conta do que poderia chamar de "gavetas da história". São caixas de vidro com capas de jornais e revistas desde o século XV até acontecimentos recentes. Imagine ver o jornal publicado em 1776 falando sobre a independência dos EUA, ou o jornal falando sobre a chegada do Homem à Lua. Ou ainda eventos como a ascensão de Hitler ao Poder, inicio da perseguição aos judeus, passando pelo lançamento da bomba atômica sobre o Japão. Imperdível!

 


Assine nossa Newsletter
























Absoluta. Uma publicação que traz a ousadia em seu nome e mostrou ao que veio. Poucas podem usar esse nome com tanta propriedade. Parabéns pelo excelente trabalho realizado nestes anos de muitas conquistas, dedicados à promoção e desenvolvimento da nossa região. Sucesso e longa vida a quem promove de forma única o melhor da Grande Campinas. Parabéns!
Beto Tozi

 

Sempre tive muito prazer em receber a revista Absoluta e, quando meu trabalho foi tema de uma matéria de capa, fiquei muito orgulhoso com a oportunidade e impressionado com a repercussão da reportagem.
Acho a revista muito atraente, sempre com assuntos relevantes e, com certeza, contribui para a divulgação de fatos e valores de nossa região. REVISTA ABSOLUTA, obrigado.
Wilson Mello