A Romaria, o Amor e a Fé

Em 1977, Renato Teixeira contou, através de Romaria, a verdadeira história de milhares de brasileiros que saem em grupos ou solitários, em um ato de total devoção. São quilômetros percorridos durante a peregrinação religiosa. Momentos de silêncio, lágrimas, entrega, orações, alegrias e muita reflexão. Faz parte da cultura caipira, tão comum no interior do estado de São Paulo, onde o romeiro coloca em prática toda a sua fé à Nossa Senhora, padroeira do Brasil.
Para explicar a razão da viagem, Renato diz: “Me disseram, porém, que eu viesse aqui, pra pedir de romaria e prece paz nos desaventos. Como eu não sei rezar, só queria mostrar meu olhar. Sou caipira Pirapora Nossa Senhora de Aparecida”.
A simplicidade e ao mesmo tempo a complexidade da fé é o que move Beto Lahr, presidente do Clube dos Cavaleiros de Americana e da Festa do Peão de Americana, que há 46 anos segue frente a Romaria de Pirapora do Bom Jesus, cidade localizada na região metropolitana de São Paulo.
Com pouco mais de 17 mil habitantes, o município receberá os romeiros que saem em cavalgada no próximo dia 27 de março. Serão quatro dias na estrada e mais de 200 quilômetros a cavalo, debaixo de sol, chuva, frio ou calor.
A paixão de Beto pelos cavalos foi despertada por Miguel, um tio muito querido, enquanto ele ainda bem criança. Já a fé inabalável em Nossa Senhora foi ensinada pela mãe, Maria Magdalena. Assim, ele é o retrato fiel do sertanejo de verdade: jeito simples, paixão pelos cavalos, a vida no campo, a fé.
Em sua primeira edição, a romaria a Pirapora do Bom Jesus foi realizada com apenas quatro integrantes. Ao longo dos anos, o percurso foi tomando força e mais amigos unidos pelo mesmo amor ao cavalo e à fé, transformaram em uma das mais importantes e tradicionais celebrações de amor a Nossa Senhora. Assim, nasceu o Clube dos Cavaleiros de Americana, entidade que mantém viva até os dias atuais a verdadeira cultura caipira que, posteriormente, deu origem a Festa do Peão de Americana, um dos mais importantes espetáculos sertanejos do mundo.
No proximo dia 27 de março, os romeiros sairão às 16h e terão dois dias na estrada passando por Monte Mor, Cardeal, Indaiatuba e Cabreúva até chegar em Pirapora para assistir a missa na quinta-feira santa. Depois, retornam a Americana, com chegada prevista para o sábado, às 10h. “A fé é algo extraordinário, algo que não se toca, não se vê, apenas se sente. É o que nos move, nos sustenta em todos os momentos. Mais um ano estaremos juntos neste ato de amor e devoção a Deus e a Nossa Senha”, diz Beto Lahr.

Serviço
46ª Romaria a Pirapora de Bom Jesus
Data: 27 a 31 de março
Saída: 27 de março às 16h (Av. Cillos, em frente a Unisal)
Chegada a Pirapora: 29 de março com missa celebrada pelo padre Silvio A. Rodrigues)
Chegada em Americana: 31 de março, às 10h

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!