ABAV Expo

Nesta quarta-feira, foi aberta a 45ª ABAV Expo Internacional do Turismo e 48º Encontro Comercial Braztoa, no Expo Center Norte, em São Paulo, com a presença de grandes nomes do turismo e da política do país.
Entre os destaques, o presidente da ABAV, Edmar Bull (foto em destaque), afirmou a importância do tema declarado este ano pela Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas (OMT): Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. “É fundamental fortalecer o debate sustentável nos negócios do turismo e, com toda certeza, trazer essa questão para o evento onde está concentrado todo o setor efetivo”, afirma.
Para a presidente da Braztoa, Magda Nassar, os investimentos no turismo no Brasil são menores do que em outros países da América do Sul, como o Chile, ainda que o país seja muito maior. “É necessário ter um apoio do governo, com políticas públicas muito mais ativas. O poder público precisa ter um olhar estratégico para o setor, de maneira limpa de corrupção. O atual cenário não é o mais esperançoso, porém estamos trabalhando para que receber os investimentos necessários”, avisa.
Durante a cerimônia, as autoridades também citaram o programa Rio de Janeiro a Janeiro – agenda de eventos culturais para o estado do Rio durante o ano de 2018 – como uma das ferramentas de maior poder na recuperação do estado. Segundo o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o Rio receberá mais de 25 milhões de reais em obras de infraestrutura, o que irá impactar em um aumento de 20% no número de turistas recebidos pelo país, além da geração de mais de 170 mil empregos. “A entrada das empresas aéreas europeias no Brasil que praticam tarifas menores, conhecidas como low costs, também será outro fator de alavanque do Turismo no Rio e no resto do país”, afirma.
O prefeito de São Paulo, João Dória, fez uma retrospectiva de sua jornada no turismo, desde secretário à presidência da Embratur. Falou, em primeira mão, sobre o programa São Paulo mais Rio, anunciando que a agenda Rio de Janeiro a Janeiro ocorrerá de forma compartilhada com São Paulo, e completou com um olhar de esperança para os participantes da feira. “O último trimestre refletirá a melhora na economia e, consequentemente, iniciaremos o ano com melhores expectativas. Por isso, eu lhes peço: invistam, mobilizem, desenvolvam e tragam para as ruas seus projetos que ficaram estacionados no período de recessão. As perspectivas são de esperança e progresso”.

foto Daniel Vorley

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta