Apneia do sono

Apesar da grande importância para a saúde do corpo, o sono ainda é muito negligenciado pela maioria das pessoas. Tanto que indivíduos que sofrem de distúrbios não prestam atenção aos sintomas e, consequentemente, deixam de procurar diagnósticos e tratamentos. No caso específico da apneia do sono, pesquisas apontam que cerca de 10% da população adulta mundial sofre deste problema, mas 90% dos portadores desconhecem a sua existência.
"A apneia do sono é uma questão de saúde pública da qual a América Latina não consegue se livrar. Embora seja um distúrbio muito comum, apenas 5% dos afetados procuram uma solução em uma consulta médica formal", afirma o médico pneumologista Eduardo Borsini. “Como provedores de serviços de saúde, temos a responsabilidade de promover o conhecimento sobre esta doença, educando a população no sentido de que não se trata apenas de um cansaço comum e combatendo a percepção cultural de que o sono não é uma prioridade para a saúde”, ressalta.
Apesar da situação alarmante, existem sinais de melhora na América Latina. A Royal Philips, empresa que compartilha dados informativos sobre a apneia do sono, estima que, nos últimos anos, as vendas de equipamentos de diagnósticos de distúrbios do sono aumentaram 31% na região. Isso indica que a população está mais consciente sobre o problema.

Mas afinal, o que é apneia do sono?

Ela é caracterizada por breves interrupções da respiração durante o sono. Geralmente, estes episódios duram dez segundos ou mais e ocorrem várias vezes durante a noite. Os sintomas mais comuns são sonolência excessiva, sono inquieto, ronco intenso e mudanças de humor.

O que fazer caso os sintomas apareçam?
Segundo a delegada regional da Sociedade Mundial do Sono na Colômbia, Lessly Vargas, recomenda-se fazer o exame da polissonografia.“Ele permite que os especialistas façam leituras de respiração, eletroencefalografia, eletrocardiogramas e de movimento de pernas, oferecendo uma percepção completa da sintomatologia para um diagnóstico adequado”, explica.

Quais são os tratamentos?
Uma parte da solução consiste na mudança do estilo de vida que inclui modificações na dieta, incentivo a prática de atividades físicas e redução do fumo e do consumo de bebidas alcoólicas. Também é recomendável usar um aparelho de Pressão Positiva Contínua das Vias Aéreas (CPAP, sigla em inglês) para dormir.  
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!