As cores dos alimentos

Please select a featured image for your post

A cor de cada alimento representa uma predominância de certos nutrientes e ou fitoquímicos, princípio ativo contido no alimento capaz de trazer benefícios e prevenções das doenças.

Quanto mais cor houver no prato, mais tipos de substâncias que ajudam a combater os radicais livres vão ser ingeridas, pois cada alimento nos dá um tipo diferente de antioxidante. Segundo a nutricionista funcional Daniela Jobst, o ideal é que se atinja no mínimo de três a quatro cores diferentes nas refeições principais como café da manhã, almoço e jantar.

Os alimentos de tons laranja (cenoura, abóbora, batata doce, manga, tangerina) são ricos em vitamina A, vitamina C, betacaroteno, assim como alguns fitoquímicos chamados de bioflavonóides, excelentes no auxílio de retenção hídrica e nos processos inflamatórios. A vitamina C atua como antioxidante e ajuda na síntese do colágeno da pele.

Já os de cor amarela são ricos em vitamina A e antioxidantes como betacaroteno e luteína. Eles são ótimos para ajudar na manutenção dos tecidos e dos cabelos, além de beneficiar a visão noturna e aumentar a imunidade do organismo. A vitamina C também está presente nestes alimentos e atua como antioxidante e ajuda na síntese do colágeno da pele. Entre eles, o destaque fica para abacaxi, ameixa, caju, carambola, damasco, mamão, milho, pimentão amarelo, melão, limão e grapefruit.

O pimentão, tomate, beterraba, repolho roxo, maçã, morango, uva vermelha, melancia e cereja estão na classificação dos alimentos vermelhos e apresentam antioxidantes como o licopeno e a vitamina C. Ainda trazem flavonóides, que são fitoquímicos antioxidantes que ajudam a prevenir as doenças crônicas como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares.

Os alimentos vermelhos atuam na proteção contra diversas doenças e o estresse. Além dos citados acima, podemos destacar também o caqui, framboesa, goiaba, pitanga e romã.

Para o espinafre, uva verde, aspargos, brócolis, repolho, escarola e kiwi, que são os alimentos verdes, destaca-se a quantidade de clorofila, que é um potente energético celular, betacaroteno e luteína, ambos antioxidantes, folatos, vitaminas C e E, cálcio, ferro e potássio.

Outros alimentos que podem ser destacados são: a acelga, alface, repolho, salsa, agrião, chicória, couve, rúcula, pimentão verde, manjericão, abacate, abobrinha, quiabo, vagem, ervilha, limão e pepino.

Por fim, há os alimentos brancos, que são ricos em substâncias antiflamatórias, antifúngicas e antitumorais (protegem contra cânceres). Além disso, possuem substâncias como os compostos organossulfurados. Os alimentos que podem ser destacados são o alho e a cebola, que são da família das liláceas.

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.