Aumento do índice de dengue

Please select a featured image for your post

 

Todo brasileiro já deveria saber como se prevenir de algumas doenças tropicais, mas, passam-se os anos e, ainda sim, os índices de casos diagnosticados ou da mortalidade crescem ou permanecem inalterados. Este ano, as mortes por dengue no Brasil dobraram em relação a 2009, de acordo com o recém-divulgado Informe Epidemiológico da Dengue do Ministério da Saúde.

Até maio deste ano, foram confirmados 321 casos fatais, 94,5% a mais que o registrado no mesmo período do ano passado (165). Os números dos primeiros quatro meses de 2010 superam os da epidemia de 2002, quando foram contabilizadas 152 mortes ao longo de 12 meses. Para piorar o quadro, neste ano a letalidade da doença alcança 5% dos casos, cinco vezes mais que o considerado aceitável pela Organização Mundial da Saúde.

Normalmente, os sintomas apresentados são: febre, manchas vermelhas na pele, dor muscular, de cabeça, nas articulações e atrás dos olhos. Se diagnosticada rapidamente, pode-se evitar o óbito da pessoa. O primeiro passo para quem sente os sintomas é procurar o serviço de saúde mais próximo.

“O médico irá realizar perguntas sobre os sintomas e a saúde do paciente, pois precisa saber se a pessoa não está com outra doença que pode ser tratada com medicamentos que possam complicar mais ainda o diagnostico da Dengue. Após este procedimento, poderão ser solicitados exames para confirmar a doença”, explica o Dr. Wilson Rodrigues, farmacêutico do grupo Biofast.

O diagnóstico para detectar o problema é laboratorial e pode ser obtido por meio de exames de sangue, como hemograma completo, que apresenta a contagem das plaquetas, e testes sorológicos para detectar anticorpos contra o vírus. “Muitas pessoas têm dengue e não sabem. A realização do exame sorológico traz maior segurança e tranquilidade ao paciente, que não ficará em dúvida sobre o seu diagnóstico”, completa o especialista.


Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!