Bebê a caminho?

A convivência entre crianças e cães traz muitos benefícios aos pequenos. Além de contribuir para a melhora e proteção da saúde das crianças, ela auxilia no desenvolvimento da sociabilidade. Mas, para garantir um vínculo saudável, os pais precisam estar atentos a alguns cuidados desde a gravidez. A veterinária do aplicativo de hospedagem para cães DogHero, Ingrid Stein, traz algumas dicas para preparar o ambiente para a chegada do pequeno – sem deixar o cãozinho de lado.
Todas as adaptações devem ser feitas gradualmente, sempre tomando o cuidado de inserir o peludo nas novas rotinas da casa. Procure não privar o cãozinho do acesso a locais aos quais ele está acostumado, para que ele não associe a criança a coisas negativas. Se todo o processo for feito com calma e tranquilidade, logo ele vai amar ter um bebê por perto para ajudar a cuidar e encher de amor — do jeitinho que só os cachorros conseguem fazer! Tarefas como passear, dar comida e ajudar na higiene do peludo podem ser delegadas a crianças com 8 anos ou mais, mas a partir dos 4 ou 5 elas já reconhecem o peludo como parte da família. Mesmo antes disso, funções mais simples podem ser delegadas, sempre com a supervisão dos pais.
E caso seu cachorro e seu filho se desentenderam, não quer dizer que o amor acabou. Tente entender o que aconteceu. É fundamental ensinar o bebê a respeitar o espaço e objetos do bichinho, assim como o peludo precisa entender seus limites com os humanos. Eles são seres vivos e precisam de respeito para que todos convivam em paz. Ter um cachorrinho em casa significa se comprometer a dar tudo que ele precisa para ter uma vida plena, feliz e saudável. Mas um novo bebê não é motivo para deixar seu cãozinho de lado.

 
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!