Brilho em excesso

Só quem tem pele oleosa sabe da dificuldade para controlar o brilho em excesso, principalmente nos dias de calor. Devido à produção de óleo ser andrógeno-dependente, as principais causas estão relacionadas aos fatores hormonais, sendo predominante na testa, nariz e bochechas. No entanto, outras causas incluem estresse, uso de alguns tipos de medicamentos, além de tipo de dieta, uso de anabolizantes e hormônios. Dessa forma, as glândulas sebáceas produzem maior quantidade de sebo do que o necessário, tornando a pele gordurosa – aspecto brilhoso, com poros dilatados.
Para aqueles que sofrem com oleosidade, o ideal é realizar a correta higienização do rosto, com sabonete adequado, duas vezes ao dia, completando com uso de demaquilante e/ou tônico adstringente. “É muito interessante o uso de tônicos nas peles oleosas”, afirma a dermatologista, Mariana Discacciati Chiminazzo. “O uso de ácidos noturnos e alguns tipos de substância, tais como os ácidos retinóicos, glicólico, ácido salicílico, adapaleno e peróxido benzoíla, combatem a oleosidade. Eles são fundamentais no sucesso tratamento, porém exigem disciplina e uso regular”, acrescenta. A aderência ao tratamento é essencial, pois nos primeiros dias de uso dos ácidos a pele pode ficar excessivamente seca, descamativa e até avermelhada. Daí a importância de uma orientação médica.
Alguns tipos de peeling químicos, de lasers e leds usados nos consultóriostambém auxiliam no controle da oleosidade. “Em casos graves pode até ser indicado uso de medicação sistêmica-isotretinoína”, conta Mariana, ressaltando que lencinhos absorventestambém podem ser usados.
A pele oleosa exige muito cuidado e alguns produtos podem agravar o problema. Por isso, devem ser evitados filtros solares incorretos; maquiagem excessiva e inadequada; excesso de lavagem ou limpeza do rosto, pois podem gerar um efeito rebote com piora; uso de hidratantes corporais na face; excesso de sol; e dietas hipercalóricas – ricas em carboidratos. “Produtos de limpeza excessivamente desengordurantes podem provocar efeito rebote das secreções sebáceas. Algumas pessoas lavam o rosto em excesso e isso favorece a piora”, alerta a dermatologista.  Atenção ainda aos produtos – sobretudo os BB Creams – que prometem reduzir a oleosidade e garantir aspecto de poros fechados, uma vez que podem apresentar grande quantidade de silicone.
De acordo com Mariana Chiminazzo, no caso das mulheres, as maquiagens devem ser apropriadas para peles oleosas, pois possuem veículo mais fluido e que, por fim, não obstruem os poros – o ideal é optar por pó mineral, veículos em gel creme, serum ou produtos que contenham na formulação ativos que controlem a oleosidade como o ácido salicílico. “Existem várias opções também que já são base+filtro solar+controle oleosidade. Esses produtos agradam muito as adolescentes e mulheres jovens. Além de serem práticos, camuflarem pequenas imperfeições, são muito eficazes como filtro solares devido à barreira proteção física”, finaliza.
 
 
 
 
 
 
 
    
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!