Carnaval ecológico

Muito usado em festas de Carnaval, o glitter – e os males que oferece para o meio ambiente – foi tópico de discussão das redes sociais. A polêmica teve como base o fato de suas partículas serem feitas de microplástico, ou seja, pequenos pedaços cujo período de decomposição é em torno de 400 anos. Este material pode, entre outras consequências, poluir oceanos e prejudicar animais marinhos. A saída, portanto, para colorir as festas que estão chegando é usar o chamado glitter biodegradável.
Esta opção é feita, em alguns casos, de flocos de mica, que possui origem mineral e volta para a natureza sem prejudicá-la. As versões caseiras também usam materiais que não agridem o meio ambiente, como gelatina, sal e algas marinhas.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!