Craque dentro e fora campo

Revelado nas categorias de base do Guarani Futebol Clube, de Campinas, o brasiliense Marcio Amoroso dos Santos, mais conhecido como Amoroso, teve uma carreira de sucesso no esporte, defendendo clubes nacionais e internacionais. Passou por 15 equipes ao redor do mundo e conta que, em cada uma delas, a experiência foi diferente e enriquecedora. “Todas as equipes têm uma parcela de importância na minha vida profissional. Aprendi muito com as culturas japonesa, italiana, alemã, espanhola e grega”.

Ao longo de sua trajetória, o ex-atleta profissional e, hoje, empresário e comentarista dos canais ESPN, colecionou muitas conquistas, individuais e coletivas. Além de levantar a taça do Mundial de Clubes da FIFA com o São Paulo, foi o único a se consolidar artilheiro em quatro países – Brasil, Itália, Alemanha e Japão.
Em 2016, depois de um período afastado dos gramados, o ex-atacante da seleção brasileira, firmou parceria com o Boca Ratón, da Flórida, nos Estados Unidos, que disputa a American Premier Soccer League, equivalente à quarta divisão do futebol no país, para defender o clube na temporada e ser embaixador do time pelo mundo afora. “Com o Boca Ratón foi por empatia pelo clube, cidade, amigos, clima e por ter a oportunidade de viver nos EUA”, conta o futebolista, que possui residência no Brasil e também no estado americano. “Agora, farei somente mais alguns jogos e, depois, vou encerrar para me dedicar exclusivamente aos meus negócios”, acrescenta.
Atualmente, o jogador também se dedica ao Camp Boca Ratón by Amoroso, evento que teve a primeira edição realizada, recentemente, em Atibaia, e reuniu cerca de 50 crianças em quatro dias de acampamento, com o objetivo de ensinar fundamentos técnicos e mostrar como se aplicam no futebol dos Estados Unidos, além de divulgar a marca da equipe norte-americana. “O Camp Boca Raton by Amoroso foi desenvolvido para que, em médio e longo prazo, possamos levar meninos e meninas interessados em estudar nos EUA”, explica. “Já está sendo um sucesso”, comemora. 
A edição de Atibaia foi apenas a primeira de muitas que acontecerão no Brasil e em outros países. Amoroso adianta que já há convites de outros estados brasileiros para apresentar o produto. 
Em paralelo ao esporte, ele atua, desde 2009, como empresário no ramo da construção civil. A mudança definitiva para os Estados Unidos deve acontecer assim que os filhos estiverem encaminhados no esporte do pai, no Brasil. Como projeto futuro, também pretende alavancar os negócios na área da educação e desportos. O sucesso parece estar garantido!
 
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.