Cuidado com as chuvas


Diversas cidades do país sofrem com as fortes chuvas, típicas do verão, que provocam alagamentos e podem trazer uma série de doenças devidas ao contato com a água suja. Para alertar a população sobre os cuidados necessários para evitar o contágio, a infectologista Camila Delfino, dá algumas dicas.

Os imóveis afetados pela água das chuvas devem ser limpos, interna e externamente, com solução de água sanitária diluída em água limpa. Para cada 20 litros de água deve se usar dois copos de água sanitária. No caso das caixas d´água, a proporção é de um litro de água sanitária para cada mil litros de água.

A especialista alerta ainda para a importância de se equipar com botas e luvas durante a faxina e a necessidade de descartar todos os alimentos e medicamentos que estiveram em contato com a lama ou água da enxurrada, além de consumir água filtrada ou fervida. Mesmo os alimentos que permaneceram embalados e secos após as enchentes devem ser excluídos.

“Pneus, latas, garrafas e vasos de plantas podem criar condições favoráveis à proliferação de doenças como a dengue, uma vez que contribuem para o acúmulo de água parada. Por isso, é fundamental mantê-los limpos e secos. O descarte adequado de lixo e entulho é necessário também para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti”, explica a médica.

Algumas das doenças causadas pelo contato com a água da chuva apresentam sintomas parecidos, por isso, é indicado que as pessoas fiquem atentas e procurem um médico rapidamente. De acordo com a infectologista, dores pelo corpo e de cabeça, diarreia, vômito, febre e pele amarelada podem ser sintomas de doenças, como dengue, leptospirose e hepatite A.

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!