Culinária armênia

Campinas acaba de ganhar um novo restaurante dedicado exclusivamente à culinária armênia, o Lavash. Inaugurado no Galleria Shopping, a casa é rica em detalhes que remetem às cores da cultura armênia.
O menu é assinado por Simon Gbrail Kazanjian, jovem chef nascido e criado em Aleppo, na Síria, e incorpora a diversidade de sabores do Oriente Médio e dos países do Mediterrâneo, principais influências da comida armênia. Da criação das receitas, passando por uma escolha minuciosa dos ingredientes, até a apresentação dos pratos e o serviço impecável, o Lavash quer oferecer uma experiência única ao universo vibrante e saboroso dessa culinária milenar.

O restaurante está aberto todos os dias da semana e serve desde lanches salgados a pratos quentes, pensados para compartilhar. Entre as opções de entrada, esfihas com a típica linguiça sujuk, preparada dentro da cozinha pelo chef, pastas de homus, babaganush e coalhada seca, e inovações como a bruschetta de pão lavash torrado com tiras de basturma – uma típica carne seca armênia – coberta com ovo de codorna frito. Entre as saladas estão as mais conhecidas taboule e mediterrânea, e a Mutabal, uma criação de Gbrail com berinjela defumada, legumes e romã.

Para os pratos principais, o chef buscou em suas raízes uma receita tradicional da família e criou o Kashlama, uma costela de cordeiro acompanhada por legumes cozidos na cerveja. Há também grelhados, as dolmas (charutos de folhas de uva ou repolho), as kaftas, uma massa caseira recheada de carne moída ao molho de coalhada fresca batida com alho, e uma variedade de combos especiais, ideais para grandes grupos. Para finalizar, doces típicos como baklawa e bomas, além de sorvetes.

Acompanhando os pratos, há vinhos, cervejas, sucos e refrigerantes. Já a carta de drinques é assinada por Marcos Sagatt, bartender com 16 anos de experiência e passagens por restaurantes conhecidos de São Paulo. Segundo ele, os armênios gostam muito de vodca, portanto suas criações apostam na bebida, como a Desde Sempre, que leva vodca, Martini bianco, licor Tia Maria e bitter de laranja.

O Lavash no Galleria Shopping faz parte de uma rede de restaurantes com escala nacional focada em gastrônoma armênia. Até o início de 2021, outras seis unidades serão inauguradas, todas localizadas dentro de shopping centers. Em dezembro, abrem as portas o Lavash no Parque Dom Pedro, também em Campinas e no Frei Caneca, em São Paulo. Em janeiro, está prevista as unidades do Boulevard Brasília, em Brasília, o Rio Design Barra, no Rio, e o Iguatemi Rio Preto e o Iguatemi Ribeirão Preto.

Tradição e história
Lavash é o nome dado a um pão tradicional da culinária armênia, fino e plano, preparado em um forno de barro chamado tonir. Para ser produzido, necessita da ajuda de várias pessoas em um movimento conjunto e coordenado – processo que ao longo dos anos acabou simbolizando entre o povo armênio a construção de laços familiares e sociais. É tão importante que, em 2014, o alimento foi considerado um Patrimônio Cultural Imaterial pela UNESCO. Para os armênios, uma mesa sem pão lavash não está completa. É um alimento cheio de significados, entre eles prosperidade.
O restaurante Lavash quer investir nas típicas receitas armênias, aquelas que absorveram anos de cultura do Oriente Médio e dos países da região do Mediterrâneo. Diferente da comida árabe, com seus em condimentos e temperos mais intensos, o sabor da culinária armênia está no uso de ervas aromáticas, assim como frutas, vegetais e nozes.
E a essência da casa está na história do chef Simon Gbrail Kazanjian. Nascido e criado em Aleppo, na Síria, ele cresceu assistindo às avós e à mãe cozinhando. Muitas vezes, chegou a trocar as brincadeiras de rua para se aventurar nas panelas. Após deixar sua cidade natal em 2010, trabalhou como cozinheiro em restaurantes na Armênia e na Ucrânia, onde conheceu novas técnicas e sabores. Em 2017, já no Brasil, passou por uma rede hoteleira e foi contratado como personal chef. Mas, com o tempo, descobriu que a única maneira de manter viva suas origens era reproduzindo as receitas que saboreou na infância. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.