De olho no português

Seja na vida escolar ou na futura vida profissional dos jovens, o uso correto da língua portuguesa é muito importante. Tanto que os erros são, por exemplo, a causa de reprovação de 40% dos estudantes nas seleções de programas de estágio, conforme apontou uma pesquisa do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube).
Para evitar estes equívocos, é preciso praticar desde cedo a escrita e a fala corretas. “Este treino ainda na infância e adolescência evita que se chegue à fase adulta cometendo falhas básicas. Além disso, o acompanhamento de professores e um ensino focado na individualidade do aluno contribuem para o melhor aprendizado do idioma”, afirma Camilo Carvalho.
O especialista também apontou quais são os erros mais comuns comedidos pelas pessoas:

Mas e Mais
A regra é simples: o uso do “mas” significa oposição, restrição, já a palavra “mais” é usada para definir acréscimo de quantidade.

Trás e Traz
Enquanto “traz” vem do verbo trazer, “trás” vem de parte posterior, o mesmo de “atrás”.

Menas e Menos
Este é um dos erros mais graves, pois a palavra “menas” não existe. O termo “menos” é utilizado tanto para palavras masculinas como para femininas.

Mau e Mal
É importante se lembrar que “mau” é o oposto de “bom” e “mal” o oposto de “bem”, o que facilita o entendimento.

Onde e Aonde
Estes termos são, muitas vezes, usados de forma indevida. A palavra “onde” indica permanência, enquanto o termo “aonde’” denota movimento. Ex:  Onde você está? / Aonde estamos indo? 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!