De olho no rótulo

Uma das substâncias mais comuns no segmento de cosméticos são os parabenos, conservantes utilizados para eliminar microorganismos. Sua composição pode ser encontrada em shampoos, hidratantes, cremes para barbear, lubrificantes, maquiagens, lenços umedecidos, entre outros itens. Entretanto, segundo o médico dermatologista Luciano Morgado, esta substância pode desencadear reações alérgicas. “Um número maior de pessoas, ao utilizar estes produtos, pode apresentar dermatite de contato, caracterizada por áreas de vermelhidão e coceira na pele”, alerta.
Em casos específicos, mediante a utilização em maiores concentrações de parabenos e com o uso prolongado, as células podem ficar intoxicadas, favorecendo o envelhecimento e inibindo a formação de colágeno. “Além disso, há pesquisas em andamento para comprovar com maior precisão a relação com o câncer de mama. Porém, de qualquer forma, é importante evitar produtos com essa composição”, explica o médico.
Morgado ressalta que o consumidor deve ficar atento à embalagem do produto. “Normalmente, a substância é identificada como parabenoouparaben. Também é comum conter um prefixo, comobutilparabeno e metilparabeno. Quando não há, o rótulo informa que é parabeno free”, detalha. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!