Dia dos Pais

A mão de obra temporária neste Dia dos Pais, em Campinas e região, teve uma movimentação de 3,60% abaixo da mão de obra da mesma data, no ano passado, quando atingiu 1.250 admissões, contra 1.296 em 2017. Apesar do desemprego em alta, a economia não tem favorecido as contratações, no comércio e serviços.
De acordo com o economista da ACIC, Associação Comercial e Industrial de Campinas, em termos de valores de vendas, a temperatura mais fria motivou uma melhora nas vendas deste ano, apresentando uma expansão de 2,18% sobre as vendas de 2017, quando alcançou um faturamento de R$ 271,4 contra R$ 265,7 do ano anterior.
O valor do presente médio chegou aos R$ 112,00, uma expansão de 4,67% sobre o preço médio de 2017, que foi de R$ 107,00.
Os presentes mais procurados foram: vestuário, calçados, gravatas e camisas, eletroeletrônicos, celulares e perfumaria. Os almoços nos restaurantes apresentaram uma boa demanda para agradar os pais em família.
Analisando as vendas deste ano, verifica-se que ela ficou acima do “Dia dos Namorados” pela 1ª vez nos últimos cinco anos, só perdendo para o “Dia das Mães”.

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta