Dia dos Pais impulsiona comércio eletrônico

Please select a featured image for your post

População enriquecendo, acesso à internet aumentando dia após dia e, consequentemente, as facilidades de compras pela Web têm atraído ainda mais consumidores. Se datas comemorativas, como o Dia dos Pais, significava o tormento de sair às compras, agora, passou a ser mais agradável, com a comodidade de nem sair de casa e o presente ser entregue da mesma forma.

Segundo dados da consultoria e-bit, o Dia dos Pais deverá movimentar R$ 590 milhões no comércio eletrônico, o que representa um crescimento de 35% em relação a 2009. Mas, se esta atitude parece tentadora por um lado, é preciso prestar muita atenção no que se refere à segurança. De acordo com relatório da McAfee, Inc. (NYSE:MFE) sobre ameaças, o Brasil é o país que mais hospeda conteúdo mal-intencionado na América Latina.

Os ataques, denominados phishings ou fraudes eletrônicas, utilizam e-mails e sites falsos para atrair usuários que podem revelar dados pessoais, como senhas. Os softwares de invasão (malwares), como o cavalo de Troia, uma vez instalado, permite o acesso de desconhecidos ao computador infectado.

“Esses aplicativos registram tudo o que se digita, capturando informações confidenciais como números de cartão de crédito ou senhas ou ainda, no caso dos vírus do tipo Bankers que reconhece o acesso a um site de banco e rouba os dados bancários”, informa Sérgio Oliveira, gerente da área de Consumer da McAfee do Brasil.

Por isso, o executivo recomenda que o usuário utilize uma tecnologia de classificação de sites, como o McAfee SiteAdvisor, que indica os sites não confiáveis ou suspeitos, verificando e classificando os endereços eletrônicos sobre conteúdo mal-intencionado e ameaças. É importante também que o usuário mantenha sua solução de antivírus sempre atualizada e possua um firewall instalado em sua máquina.

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta