Do jeito certo

Com a temporada de frio, as roupas de inverno saem dos armários para dominar a estação. No entanto, o que muitas pessoas não sabem, é que algumas peças merecem cuidados especiais. No caso das confeccções de lã, seja ela natural ou sintética, algumas precauções durante a limpeza e o armazenamento fazem toda a diferença na durabilidade.
Segundo Rejane Nascimento, especialista em produtos têxteis da 5àsec, a melhor técnica de limpeza é o sistema a seco. "Por ser mais sensível, se lavada na máquina, a peça pode encolher até três numerações", afirma Rejane. "Procurar por profissionais especializados é o mais indicado, pois, dessa forma, serão respeitadas todas as etapas da limpeza como a separação de cores, processos de regulagem do maquinário para produtos delicados, dentre outras", recomenda.
O processo de secagem também deve ser levado em conta. Quando suspensas no varal, por exemplo, a peça pode esticar e aumentar de tamanho. Vale lembrar que o mais indicado é que elas sequem à sombra.
Quanto à passadoria, a profissional explica que é utilizada a técnica de souflagem. Nela, profissionais especializados inflam a peça para que elas sejam passadas no vapor. O procedimento também evita que o ferro encoste na lã. "O próprio vapor já faz com que a roupa seja desamassada e alisada, além de evitar marcas desnecessárias ou queimaduras na fibra", reforça.
No armazenamento, Rejane orienta que as peças sejam guardadas no armário dobradas, pois os cabides podem deformá-las. "Quando o tempo de armazenamento e reutilização for mais longo, prefira utilizar sacos de TNT ao invés dos sacos plásticos, pois, eles permitem que a peça "respire" dentro do guarda-roupa", comenta.
Atenção, o surgimento de bolinhas nas roupas pode ser ocasionado pela limpeza incorreta das peças. "A lã precisa ser lavada separadamente e, de preferência dentro de saquinhos protetores", finaliza Rejane.    
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!