Entendendo o soluço

Apesar de muito comum, poucas pessoas conhecem o que causa o incômodo conhecido como soluço. Trata-se de um reflexo e ocorre por causa de um espasmo do músculo que separa o pulmão do abdômen, conhecido como diafragma. Quando ele se contrai, o tubo respiratório fecha e o ar não passa para os pulmões, entrando no estômago. Ao ser expulso, surgem os barulhos característicos. O soluço pode aparecer sempre que o estômago se distende muito, o que acontece quando há ingestão de bebidas gaseificadas e deglutição de ar, ao falar enquanto se alimenta ou comer muito rápido e no período pós-operatório. Além disso, os bebês são mais atingidos porque não nascem com o sistema nervoso central amadurecido e só serão capazes do controlar determinadas funções após algum tempo de vida.
Uma das técnicas populares para se resolver este problema é prender a respiração por alguns segundos. De acordo com Jeanne Oiticica, médica otorrinolaringologista, este método é eficiente porque força o diafragma a distender e relaxar, voltando a se movimentar em sintonia com o ciclo respiratório. “Outra estratégia que pode ser usada é respirar repetidas vezes em um pequeno saco plástico, posicionado ao redor da boca e nariz. O gás carbônico expirado passa a ser inalado e acaba por interromper o espasmo muscular, restabelecendo o ciclo respiratório sincrônico”, orienta.
No pós-operatório, a profissional recomenda que o paciente procure não falar muito após voltar da anestesia, pois o trato digestivo fica paralisado durante o ato cirúrgico e enquanto os medicamentos anestésicos estiverem circulando no sangue. Em relação aos bebês, é necessário sempre colocá-los para arrotar após a ingestão de líquidos e sólidos e não dar alimentos muito quentes ou muito frios para evitar estes espasmos.
Jeanne afirma que, em geral, soluçar é transitório, benigno e autolimitado, ou seja, desaparece do mesmo jeito que aparece, espontaneamente. “Em alguns casos, quando o soluço é persistente, pode ser sintoma e indicar alguma doença, como disfunção no sistema nervoso central, no centro gerador de soluço no bulbo ou irritação nos nervos periféricos responsáveis pela inervação do músculo diafragma. Nestes casos, procure um médico para investigar a causa do problema”, aconselha.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!