Escolha de calçados

Please select a featured image for your post


O diabetes atinge 150 milhões de pessoas no mundo e a projeção feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o ano de 2025 é de 300 milhões. No Brasil, 10 milhões de pessoas têm a doença que aumenta entre três a cinco vezes o risco de complicações cardiovasculares e é a 1ª causa de falência renal, cegueira, amputação e disfunção erétil.

Além do acompanhamento médico, é importante para os diabéticos a escolha de um bom calçado, afinal a saúde dos pés é primordial para o restante do corpo. Hábitos saudáveis são ainda mais valiosos para quem tem diabetes e o cuidado com os pés é um deles. Por isso, a escolha do calçado faz toda a diferença e o diabético deve estar atento na hora da compra, levando em consideração, por exemplo, o material usado na confecção do sapato.

De acordo com endocrinologistas, o cuidado com os pés é essencial para o diabético, que deve estar atento ao ressecamento da pele dos pés, que por sua vez favorece o aparecimento de cortes e fissuras, uma porta de entrada para infecções. Além disso, durante a evolução do diabetes é comum aparecer problemas circulatórios, que podem dificultar a cicatrização e diminuir a sensibilidade nos pés. Muitas vezes os diabéticos apresentam machucados nos pés e não sentem dores por causa da má circulação sanguínea. O uso de calçados sem costura interna é um fator de proteção para estas pessoas.

Pensando na boa saúde dos pés de diabéticos, algumas dicas são importantes, como: examinar os pés regularmente; mantê-los sempre hidratados e limpos; deixar para os podólogos especializados o cuidado dos pés, eventuais rachaduras e lesões de unha, além de manter a glicemia bem controlada.

 

 

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!