Exposição J.Toledo

Mais lembrado como cronista de estilo singular, J. Toledo era reconhecidamente um dos maiores surrealistas brasileiros e, certamente, o último representante paulista da escola de Magritte.

Falecido em 2007, deixou uma obra de valor artístico incalculável e que integra a exposição J. Toledo — O Esplendor das Perplexidades, que estará aberta ao público a partir de hoje,das 7h às 18 h, na Galeria de Arte da Escola Comunitária de Campinas.

A mostra, que tem curadoria de Tina Gonçalez, será formada por 24 trabalhos produzidos no período datado entre 1957 e 2003. Segundo a curadora, por meio da pequena retrospectiva é possível “traçar um panorama da evolução técnica do artista”. Além de óleos sobre tela, a exposição contará com as chamadas tolegrafias (fotografias com interferência digital) e com obras de artistas que retrataram J. Toledo, dentre eles Egas Francisco, Aílton Roncato e Flávio de Carvalho.

Nascido em São Paulo, em 1947, radicou-se em Campinas ainda na juventude e, posteriormente, mudou-se para o distrito de Sousas, onde passou os últimos 20 anos em reclusão voluntária.  O próprio artista dizia que foi apresentado ao surrealismo por Sérgio Milliet, de quem recebeu as primeiras lições sobre a história da arte. Outra personalidade que o influenciou definitivamente foi a amiga e escritora Hilda Hilst, com quem compartilhava o humor inteligente, a ironia fina e o gosto pelo uísque. A pintura de J. Toledo é marcada pelo domínio profundo da técnica surrealista. Porém, mais do que um ofício intelectual, pintar era uma necessidade para Toledo, que trocava o dia pela noite com o objetivo de desenvolver sua obra.

Como escritor, escreveu cinco livros: Espiões da Cidade (Boocket, 1992); Flávio de Carvalho — O Comedor de Emoções (Brasiliense/Unicamp, 1994, com prefácio de Jorge Amado); A Divina com Mídia — Crônicas Bizantinas (Brasiliense, 1996); Dicionário de Suicidas Ilustres (Record, 1999) e Dois Uísques em Cafarnaum (Record, 2006).

Serviço

Exposição em homenagem ao artista plástico surrealista
J. Toledo – O Esplendor das Perplexidades

Quinta-feira, das 7h às 18h até 15 de maio
Escola Comunitária
Rua Egberto Ferreira de Arruda Camargo, 650, Jardim Notre Dame
Entrada franca

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta