Falsos amigos

As pessoas que estão em busca do peso ideal muitas vezes podem acabar confiando em alimentos que parecem ideais para a dieta, mas que, na verdade, não são. É o que afirma o nutricionista Rodrigo Polesso. “Além do excesso de carboidratos refinados e processados, é preciso combater o consumo exagerado de produtos industrializados que muitas vezes se dizem saudáveis, no entanto, são verdadeiras armadilhas”, alerta. O profissional destaca cinco exemplos destes “falsos amigos”:

Pão integral
Segundo Polesso, o trigo, integral ou não, é grande vilão do emagrecimento, pois promove o descontrole dos hormônios insulina e leptina no corpo e possui antinutrientes e glúten, componentes associados a uma grande variedade de problemas de saúde.

Barra de cereal
Esta opção aparentemente inofensiva é, na verdade, repleta de açúcar e carboidratos. Vendidas como “lanchinhos” para que as pessoas não fiquem tanto tempo sem comer, o especialista explica que, para acabar com este hábito prejudicial ao emagrecimento, é necessário desconstruir a ideia de que é necessário comer a cada três horas. "Ao se alimentar neste período, mantém-se os níveis de insulina elevados no sangue, o que estimula o armazenamento de gordura e previne sua queima. Sem contar que este consumo constante não permite que o corpo se refaça, se recicle e se regularize", conta.

Produtos light
Além de serem geralmente industrializados e repletos de ingredientes nocivos, as mercadorias que levam o nome “light” nas prateleiras do supermercado podem apresentar redução de gordura boa. “Dessa forma, elas passam a ser verdadeiros aglomerados de carboidratos, quando são justamente as gorduras de qualidade que ajudam a prevenir o ganho de peso por meio da maior saciedade”, ressalta Polesso.

Mel
O especialista explica que trocar o açúcar comum por este alimento não adianta para quem procura emagrecer, uma vez que o ideal é cortaro consumo de doces ao máximo, utilizando poucas e esporádicas doses de adoçantes mais saudáveis, como Estévia, Xilitol ou Eritritol.

Iogurtes industrializados
Por fim, Polesso alerta para o consumo destes produtos, que são repletos de açúcar.  “A maioria dos iogurtes industrializados também utiliza leite desnatado ou apenas o soro da bebida, removendo muitos dos nutrientes mais importantes do alimento”, finaliza. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta