Festas de fim de ano sem gafes

As comemorações de final de ano estão aí, são jantares, confraternizações, ceias, festas. Nessa hora, surgem dúvidas de como se portar, vestir, o que preparar, como decorar o ambiente, o que levar nas festas, enfim, são dúvidas e mais dúvidas sobre o comportamento, algo fundamental para se manter bem e não cometer exageros ou gafes.
Para se portar de forma elegante e passar longe das gafes, confira algumas dicas preparadas por Tatiana Creazzo Cury e Silvia Wolosker Levi, sócias da As Duas Produções e Eventos.
Bom senso
A principal dica das sócias é muito simples: “O indispensável para qualquer festa é manter o bom senso, sempre”. Assimilando essa etapa, você já terá metade de chances de acertar.
Festa com chefe

Nas festas corporativas o lema é ‘menos é mais’, logo: nada de exageros.

Não use roupas muito ousadas, com decotes, camisas abertas ou saias curtas. Para caprichar um pouquinho mais na produção, passe uma maquiagem e um perfume diferente, mas sem ser chamativo.
Cuidado com a bebida, afinal, esse é o seu ambiente de trabalho, antes de tudo.
Nada de se soltar demais, distribuindo beijos e abraços, chamando a atenção e falando alto.
Não expor outros colegas com brincadeiras e sátiras.
Se você for o chefe: esta não é a hora para exibir poder. Mantenha distância de privilégios, como ficar em espaços reservados para a diretoria ou degustar de bebidas mais sofisticadas que as servidas para os demais convidados.
Tire fotos de todos e com todos.
Festa em casa
Crie um tema e faça a decoração, cardápio e recepção nesse clima. Algumas boas idéias são: pizza, asiático, japonês, italiano.
Dê opções aos convidados, tais como pratos de carnes e sem carne, doce e frutas.
Defina logo na entrada quais as opções de bebida alcoólica para o jantar que você está oferecendo, afinal misturar bebidas é igual a bebedeiras sem limites.
Nada de querer inovar e chamar grupo surpresa de músicos, drag queen, atores e humoristas. Isso pode causar constrangimento se o grupo não for muito íntimo.
Se optar por oferecer vários tipos de bebidas, saiba dar conta para serví-los. Afinal, caipirinha dá trabalho, prosecco e cerveja devem estar bem gelados, vinho tinto em quantidade suficiente e não pode faltar gelo para whisky.
Tome muito cuidado ao criar cardápios muito diferentes, com comidas cruas e carnes estranhas. Seus convidados podem não ter um paladar tão exótico quanto o seu.
Em jantares informais não se marca lugar, cada um senta onde e com quem quiser.

Fui convidado, o que fazer?
Leve um mimo para a dona (o) da casa sempre. Vale chocolate, vinho, flor.
Ir de táxi pode ser uma ótima idéia. Assim, você poderá beber e não precisará deixar os anfitriões preocupados.
Deixe agendado o horário da volta com o motorista do táxi, para não incomodar o dono da casa.
Seja pontual.
Elogie o cardápio e a decoração da casa
Não beba além da conta. Nada mais constrangedor que passar mal no lavabo dos outros.
Levar uma sobremesa sem avisar ou sem que seja pedido pode embaraçar o dono (a) casa.
Não leve crianças para jantares na casa de adultos com pouca intimidade.
Nunca devore os aperitivos. Se for o caso, coma um pouco em casa antes de sair.
Pedir pra conhecer a casa sem ser convidado não pega bem.
Lógico que saber essas dicas não te excluirá de situações delicadas, daquelas em que a gente preferia ser invisível, mas estar atento aos pequenos detalhes (que muitas vezes, não são tão pequenos assim) já é um ótimo começo, afinal, delicadeza e educação nunca são demais. Boas festas!
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!