Fim de ano

Dezembro chegou e, junto com ele, a hora de revelar o amigo secreto. Para evitar constrangimentos e “micos” na brincadeira, a especialista em mudança de comportamento, Scher Soares, orienta para a adequação ao presente, cautela no discurso e transparência.
Criado com o intuito de celebrar e promover um momento de confraternização ao fim de mais um ano, o amigo secreto é mal visto por muitas pessoas devido as gafes cometidas, que acontecem desde o sorteio até a revelação. “No caso do trabalho, trate isso como uma oportunidade de treinar a fala em público. Prepare-se para fazer o seu melhor, mas deixe a lição para 2017: não aceite participar se não tem condições financeiras ou só para não parecer antissocial; se for para fazer mal feito, não faça”, enfatiza Scher.
Confira outras dicas do especialista:

Seja autêntico

Ao abrir o presente, você vê que ganhou algo que odeia. Nessa hora, pode soar hipócrita fingir ter gostado. Mas, de qualquer forma, seja educado ao recebê-lo e agradeça sem bajular ou forçar elogios.
Depois, em um momento mais oportuno, verifique a possibilidade de troca.

Demonstre cuidado com a escolha do presente

Procure dar algo que a pessoa tenha indicado. Caso não tenha sugestão, fique de olho na rotina, pois a forma como agimos no dia a dia diz muito sobre a nossa personalidade. Até as redes sociais podem dar uma mãozinha na escolha do presente. De qualquer forma, o mais importante é mostrar que você tentou agradar, mesmo que seja no capricho com a embalagem.

Não seja puxa saco

Dar um presente mais caro do que a faixa de preço estabelecida pode parecer puxa saco, ainda mais se você tirou o chefe. Seja qual for o seu amigo secreto, não ultrapasse o valor. Você não quer deixar essa impressão, quer?

Pegue leve na revelação

Na hora da apresentação, evite piadinhas, brincadeiras de mal gosto e falar características físicas. Se não conhecer a pessoa direito, seja direto e fale algo mais genérico, como bons hábitos, potencial etc. Lide com essa situação como uma forma de conhecer melhor quem você nunca teve muito contato.

Saiba lidar com o “amigo da onça”
A situação piora quando tiramos alguém que não gostamos. Na mesma hora, procure um dos organizadores e exponha a situação sugerindo a troca, principalmente se o sentimento for recíproco. Caso não tenha essa possibilidade, seja sucinto na revelação para evitar uma situação ainda mais desagradável.  

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!