Fim do amarelado

Dentes mais brancos e brilhantes e um sorriso que ajuda a melhorar a autoestima e a convivência social, além de um incentivo para cuidar ainda mais da saúde bucal. Estes são os benefícios que levam cada vez mais pessoas a buscarem o clareamento dental. Apesar de popular, o procedimento odontológico estético ainda gera muitas dúvidas. Para ajudar a esclarecer as principais questões sobre o assunto, o dentista Marcelo Braga esclarece:
1 – O dente possui pigmentos em seus tecidos superficiais e profundos que vêm, principalmente, da dieta rica em corantes. O agente clareador é capaz de penetrar na estrutura dentária e reagir quimicamente com estes pigmentos, quebrando-os em moléculas muito menores, que refletem a luz de forma diferente e podem, inclusive, ser difundidos para fora da estrutura dental, causando a diferença visual de dentes mais claros.
2 – Quanto à durabilidade do clareamento dental, Marcelo afirma que depende, em sua maior parte, dos hábitos alimentares, de higiene e da assiduidade do paciente ao consultório. Nos indivíduos fumantes, que tomam muito café, refrigerantes à base de cola, chás escuros, vinho tinto ou açaí, o procedimento dura pouco, tendo que ser repetido uma vez por ano para se manter. Quem não possui esses hábitos pode repetir o tratamento a cada dois ou três anos. “É importante salientar que, quando os dentes clareados escurecem, nunca mais voltam à cor original”, destaca.
3 – O tratamento pode ser realizado para clarear dentes hígidos, perfeitos, sem nenhuma restauração em resina composta e também em dentes com pequenas restaurações estéticas. Porém, segundo Braga, os géis clareadores não exercem nenhum efeito sobre as resinas ou porcelanas.
4 – As únicas contra-indicações são para gestantes e pacientes com doenças gengivais, cárie ou qualquer outra patologia bucal.
5 – Algumas pessoas podem apresentar uma ligeira sensibilidade nas gengivas quando se utiliza o gel numa maior concentração. Caso isto ocorra, basta suspender a aplicação por uma noite. “Sempre que ocorrer algum tipo de sensibilidade, entre em contato com seu dentista”, finaliza o especialista. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!