Greys Stars

O mercado de luxo não brinca em serviço e, na busca por novas clientes, mais maduras, convoca mulheres de idades avançadas para estrelar campanhas publicitárias. As “grey stars”, como são conhecidas, estampam anúncios, lançam linhas de cosméticos, acessórios de moda, bijoux e muito mais, mostrando que estamos vivendo uma nova era de “inclusão fashion”, afinal, o poder aquisitivo das mulheres com mais de 50 anos é, muitas vezes, superior ao das gerações mais novas.
A mais conhecida delas é Iris Apfe, uma nonagenária, que se tornou ícone de estilo e atitude. Empresária, designer de interiores, a norte-americana ganhou espaço sob os holofotes na última década graças a sua autenticidade e ao seu inconfundível estilo colorido. Entre 2005 e 2006, foi tema da exposição “Rara Avis: Selections from the Iris Barrel Apfel Collection”, no Metropolitan Museum; em 2007, apresentou peças de seu guarda-roupa para o livro “Rare Bird of Fashion: The Irreverent Iris Apfel”; em 2011, fechou parceria com a M.A.C para lançar uma coleção de maquiagem; e em 2013, uma linha de óculos.
Em uma entrevista ao site Into the Gloss, ela revelou que “envelhecer não é para maricas”, ao explicar que fazer coisas e se manter ativo é muito importante. “Quando sua mente está ocupada, você não sente tanta dor”. Ao falar sobre maquiagem, contou que não faz muita coisa relacionada à beleza, e que usa coisas muito simples na pele. “Agora que estou mais velha, não maquio mais os meus olhos porque quando você é mais velha, suas pálpebras enrugam. Se você usa azul ou verde, e não é uma expert, acaba parecendo uma tartaruga”.
Sobre alimentação, Iris contou que gosta de comer bem, que não gosta de comida doce, e não come porcaria. “Eu gostava de beber, não muito, é claro – agora eu só tomo vinho no jantar. (…) Às vezes dizem que não como o suficiente, mas é melhor comer a menos do que a mais. Acho que as pessoas ficam mais doentes por comer muito das coisas erradas. O corpo é como uma máquina – se você não coloca o tipo certo de combustível, ele não vai funcionar tão bem, ou vai ficar congestionado”.
Na entrevista, ela revelou ser contra a cirurgia plástica, “acho que – Deus me livre – se você se envolver em um acidente, ou se for amaldiçoado com o nariz do Pinóquio, tem que ir e consertar. Mas para entrar debaixo da faca, acho que é muito doloroso, muito caro, e tendo passado por hospitais tanto quanto eu passei, se submeter a cirurgias quando você não precisa delas não é uma coisa inteligente. (…) Acho que se as mulheres usassem mais desse tempo e dinheiro em suas cabeças, elas ficariam melhores”.

E ensinou: “Envelhecer graciosamente é não usar maquiagem pesada (…) e não tentar parecer mais nova (…) Eu acredito que foi Chanel quem disse ‘Nada faz uma mulher parecer tão velha quanto tentar desesperadamente parecer jovem’. Acho que você pode ser atraente em qualquer idade. Acho que tentar parecer jovenzinha quando você não é te faz parecer ridícula”. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!