Gripe x Resfriado

Nos dias mais frios, a incidência de gripes e resfriados aumenta consideravelmente. Contudo, apesar do que muitos pensam, as doenças não são iguais: existem muitas diferenças, e saber a distinção pode ajudar a prevenir e evitar complicações.
O resfriado é motivado por algumas espécies de vírus: Rinovírus, Adenovírus, Vírus Sincicial Respiratório, Coronavirus, Echovirus e Paramixovirus. Os sinais e sintomas aparecem dois ou três dias após a exposição, sendo que os mais comuns são coriza, espirros, tosse, dor de garganta, lacrimejamento, moleza e febre baixa e de curta duração.
No caso da gripe, o agente etiológico é o Myxovirus influenzae, também denominado vírus Influenza. A transmissão pode ocorrer por contato direto, de pessoa para pessoa, via espirro, por exemplo, ou indireta, por meio de superfícies ou objetos contaminados. A principal diferença nos sintomas é a gravidade. “Uma pessoa com resfriado apresenta as vias aéreas superiores obstruídas, já na gripe as reações podem ser mais severas, como febre alta, dor de cabeça e fadiga”, explica a médica Ana Paula Flora.
A melhor estratégia contra a doença é a vacinação anual, diminuindo o risco de adquirir e também de complicações e hospitalizações.  Quanto mais pessoas forem vacinadas, menos o vírus Influenza será disseminado e mais indivíduos dos grupos prioritários e de risco, que podem ser atingidos de forma mais grave, estarão protegidos. Outras medidas de prevenção também podem ser feitas para garantir mais proteção, como higienizar bem as mãos com sabão ou usar álcool-gel, evitar utilizar lenços ou objetos de alguém doente e usar uma proteção descartável ao espirrar, tossir ou falar.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!