Instituto Arcor Brasil apoia projetos na cidade

Projetos de organizações da sociedade civil de Campinas, que estimulam a vida ativa e a alimentação nutritiva crianças e adolescentes e suas famílias, estão recebendo apoio técnico e financeiro do Instituto Arcor Brasil. Executados entre 2020 e 2021, os projetos do Núcleo de Ação Social (NAS) e da Casa dos Anjos integram a terceira edição do Programa Aprendendo com Prazer, para Crescer Saudável, do Instituto Arcor Brasil e Fundação Arcor, na Argentina e no Chile.

Horta no NAS
Várias atividades foram previstas, nos eixos da alimentação nutritiva e vida ativa, pelo Projeto “Mexe-Mexe, come-come: Alegria e saúde”, do Núcleo de Ação Social (NAS), situado no Distrito de Barão Geraldo, em Campinas, e que atende cerca de 180 usuários, metade deles de crianças e adolescentes.

“Em função da pandemia houve adaptações necessárias”, observa a gestora do NAS, Márcia Rabello Ramos. Ela explica que o foco passou a ser o estímulo para que as atividades passassem a ser desenvolvidas pelas crianças e adolescentes em suas residências, junto com os pais. É o caso da preparação de alimentos nutritivos, em conjunto com os familiares, a partir das recomendações feitas pelos educadores ou com receitas próprias.

“As famílias recebem alimentos produzidos na horta montada no amplo espaço do NAS e que se tornou um dos pontos fortes do projeto”, destaca a gestora da organização. “Originalmente a proposta era estruturar uma horta com objetivos pedagógicos. Mas a horta cresceu em relevância, com o grande envolvimento e apoio da comunidade”, disse Márcia Ramos.

Ela conta que com o apoio de voluntários foi montada uma estrutura de proteção e manutenção da horta, onde passaram a ser produzidos alimentos, de forma natural, sem uso de agrotóxicos, como alface, repolho, beringela, quiabo, escarola, brócolis e tomate, entre outros. Os produtos são utilizados no próprio NAS e distribuídos em kits para as famílias, que por sua vez enviam fotos e vídeos para a organização mostrando como são preparados e degustados em conjunto. As famílias recebem receitas enviadas por escrito ou pelo canal de vídeo no Facebook. Uma das receitas preparadas foi o arroz de festa com a participação dos alunos e suas famílias.

Livro de receitas distribuído pela Casa dos Anjos aos usuários

No eixo da vida ativa, o projeto possibilitou a distribuição de kits para os usuários do NAS, para utilização também nas residências e em espaços abertos, com a observação dos devidos protocolos de proteção sanitária. Os kits contemplam brinquedos como corda, bola, bambolê e raquete, entre outros, ampliando a oferta de oportunidades para que as crianças e adolescentes se sintam estimulados a executar atividades físicas. A entrega dos kits é uma festa à parte, sendo feita na sede do NAS com a presença de participantes da oficina de circo da organização. “O nível de respostas através do envio de vídeos e fotos mostrou o grande interesse nas atividades, com impacto positivo após a distribuição dos kits”, disse Márcia Rabello Ramos.

A gestora nota que o projeto apoiado pelo Instituto Arcor permitiu ainda a reforma do parquinho do NAS e a instalação de um lavatório apropriado no refeitório. “O ambiente está preparado para o retorno das crianças quando for permitido”, conclui.

Brinquedos na Casa dos Anjos
Adaptações no formato original também foram necessárias no caso do Projeto “Transformando sabores, promovendo atitudes”, desenvolvido com apoio do Instituto Arcor Brasil pela Casa dos Anjos, uma das unidades da Casa de Maria de Nazaré. Localizada na região do Campo Grande, noroeste de Campinas, área de alta concentração de famílias de baixa renda, a Casa dos Anjos atende a 540 usuários, envolvendo 300 famílias.

Considerando o perfil da organização e do território onde está instalada, o objetivo do projeto já era “extrapolar os muros da instituição, com muitas atividades comunitárias”, como nota a coordenadora Maittê Godoi da Silva. Para fomentar a vida ativa, foram montados para uso comunitário. “Os kits reúnem objetos lúdicos e esportivos, para propiciar as brincadeiras e a prática de esportes, dos usuários individualmente e com suas famílias”, explica a coordenadora. Os kits são cedidos para uma família por um tempo e alternados em sistema de rodízio, para que todos se beneficiem.

No eixo da alimentação nutritiva, o Projeto Mesa Brasil distribui hortifrutis para a organização e o projeto apoiado pelo Instituto Arcor acrescentará nos kits insumos necessários como farinha, açúcar, ovos, fermento e outros para que as famílias possam fazer as receitas sugeridas no caderno preparado pelos educadores da Casa dos Anjos. As famílias também são incentivadas a criar novas receitas e receberão prêmios para aquelas que se destacarem. “A pandemia gerou muitas restrições, mas também propiciou maior interação familiar e o projeto considerou essa aproximação para estimular ações em conjunto”, conclui a coordenadora da Casa dos Anjos.

No destaque, horta do NAS estruturada com apoio do Instituto Arcor Brasil

 

error: Content is protected !!