Intervenções fotográficas

A partir de hoje, dia 1º de outubro, inicia-se a 9ª edição do Festival de Fotografia Hercule Florence, com exposições, atividades, workshops, palestras e oficinas que acontecerão durante todo o mês. As ruas de Campinas receberão intervenções, imagens e olhares por todos os lados, até os ônibus da cidade levarão imagens em sua parte traseira, clicadas por dez fotógrafos da cidade: Dominique Torquato, Marcos Peron, Carlos Bassan, Adriano Rosa, Rogério Capela, Kamá Ribeiro, Nelson Chinália, Gui Galembeck, Martinho Caíres e Touché. A curadoria do projeto é de Ricardo Lima, organizador e idealizador do festival.
A partir das 19h30, a Estação Cultura, na Vila Industrial, recebe a exposição Revele Campinas, com imagens vencedoras do concurso fotográfico promovido pelo site campinas.com.br, e segue em cartaz até o dia 2 de novembro. Na sexta-feira, dia 2, a Galeria Sede, no Cambuí, abre a exposição O Caminho do Corpo, de Gustavo Olmos, com o resgate de arquivos analógicos de 1992 e materiais atuais, cuja vertente é a poética da vida das pessoas. Já no sábado, dia 3, Pola Fernandez inaugura a exposição Nyota-Mulheres com Turbantes, na Casa de Cultura Fazenda Roseira, no Jardim Ipaussurama.
Entre os dias 15 e 18 de outubro, o festival toma conta da Estação Cultura, com exposições, workshops, oficinas, intervenções e palestras nos vagões, salas e plataforma do local. Nos dias 10, 11, 12 e 18 de outubro, o local também recebe a oficina de colagem do projeto Giganto, de Raquel Brust.
A programação é gratuita, e pode ser conferida no site www.festivalherculeflorence.com.br

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.