IV Festival Gastronômico

O Festival Gastronômico de Campinas chega à sua quarta edição festejando a culinária portuguesa, entre 18 de julho e 12 de agosto. Até agora, 55 restaurantes de Campinas confirmaram adesão ao evento, o que já o transforma na edição com maior número de participantes, visto que, em 2011, foram 51. Seis cidades da região também contarão com representantes no Festival: Holambra, Indaiatuba, Jaguariúna, Santo Antônio de Posse, Valinhos e Vinhedo.
 
O prazo para adesão termina nesta quarta-feira, 6. Os interessados devem entrar em contato pelo telefone (19) 3232-5444.

O Festival movimentará os restaurantes durante toda a semana, dentro dos horários de funcionamento de cada estabelecimento. O evento assumiu este formato em 2011, possibilitando que os gourmets voltassem aos restaurantes e aos pratos por sugestão do festival, também durante a semana, ao invés de somente quinta a domingo, como ocorria inicialmente. “Foi um modelo que deu muito certo”, explica Sérgio Bicca, presidente do Campinas e Região Convention & Visitors Bureau, entidade promotora do Festival, em conjunto com a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Social de Campinas. A proposta, é que cada restaurante ofereça um menu confiance, com entrada, prato principal e sobremesa.

Objetivo
O Festival Gastronômico de Campinas foi criado para fomentar o turismo gastronômico e de lazer, divulgar Campinas como centro de gastronomia regional, prestigiar os clientes tradicionais dos restaurantes participantes, estimular clientes não frequentes a retornar aos restaurantes, motivar a frequência de novos clientes aos restaurantes, aumentar a visibilidade dos restaurantes participantes, gerar novos negócios, contribuir, por meio do associativismo, para o desenvolvimento da área de alimentos e bebidas em Campinas e região, dotar a cidade de um calendário diferenciado, com ações perenes, que se torne destaque no cenário turístico nacional, como referência de atração turística, aumento em 10% do consumo na rede gastronômica; aumento da ocupação hoteleira, em 5% durante todo o período do Festival Gastronômico, indução do desenvolvimento da alta gastronomia para formação de novos chefs.

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta