Jovens investidores

De acordo com especialistas financeiros, é mais aconselhável que jovens entre 18 e 25 anos apliquem seu dinheiro em uma formação superior ao invés de fazerem investimentos no mercado. Mas, se já existe certo controle sobre as finanças pessoais e o desejo de começar a investir, deve-se tentar entender o mundo das aplicações. Segundo o educador financeiro André Bona, este é o primeiro passo. “Tire um tempo para estudar esta área, seus riscos e suas vantagens. Não comece a se aventurar ingenuamente”, aconselha.
Bona explica que, inicialmente, caso haja pelo menos R$ 500 para investir, pode-se começar depositando o valor em um Fundo DI com baixa taxa de administração. “Você também pode optar pelos títulos públicos pós-fixados e os CDBs. Porém, ainda é indicado que se estude bastante antes de tomar qualquer atitude. Enquanto ainda existirem dúvidas, o interessante é permanecer na poupança e manter disciplinadamente a conduta de guardar sempre que possível”, afirma. O especialista indica que se deposite pelo menos 10% do salário mensal, pois, além de não fazer tanta falta, é mais fácil para se acostumar.
Além disso, estudiosos afirmam que, quando se começa a pensar em poupar desde cedo, isto acaba se tornando um hábito para a vida toda. “O criador do aplicativo de finanças, ‘Guia Bolso’, afirmou certa vez que não importa o motivo de estar poupando ou quanto tem guardado, o importante é saber que esta ação é tão comum para você quanto o ato de escovar os dentes”, ressalta o educador financeiro.
Bona indica, para os jovens, o uso do aplicativo “Wally+”, que é de fácil manuseio e pode ajudar o iniciante nos investimentos. “Esta ferramenta permite ao usuário comparar sua situação financeira com a de outros que também fazem uso do mesmo aplicativo. A intenção principal é mostraro que ele anda fazendo com o próprio dinheiro, como está gastando e quais as melhores estratégias para quem não tem muito controle”, detalha.
Por fim, o especialista defende que os jovens devem ter em mente que o investimento financeiro não substitui a necessidade de investir neles mesmos, na sua formação e preparação profissional, pois é do trabalho que verdadeiramente virá o sucesso. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!