Luxo sobre as águas

Os famosos bangalôs sobre as águas, localizados nas Ilhas de Tahiti, completam 50 anos de existência em 2017. Ícones de inovação e design quando o assunto é acomodação de luxo, as construções nasceram no arquipélago e ganharam o mundo, colocando as ilhas no mapa do turismo e conquistando o imaginário dos apaixonados por viagens.
A ideia do projeto surgiu na década de 60, quando três amigos californianos – Hugh Kelly, Muk MacCallum e Jay Carlisle – se apaixonaram pelos pedaços de terra na Polinésia Francesa e decidiram empreender na região, inaugurando dois hotéis. O Hotel Bali Hai Moorea deu muito certo e deslanchou. Já o empreendimento Bali Hai, na ilha de Raiatea, não obteve tanto sucesso por conta da escassez de praias com idílicas faixas de areia. Para solucionar o problema, os americanos decidiram explorar as múltiplas tonalidades de azul das águas do Pacífico e construíram bangalôs flutuantes, tornando o conceito um marco revolucionário na história do turismo local.
Atualmente, as acomodações representam a essência das Ilhas de Tahiti. São 884 bangalôs espalhados por 22 hotéis em sete das ilhas que compõem o território ultramar francês. Originalmente construído com a arquitetura das casas tradicionais, as construções evoluíram muito nas últimas cinco décadas. Hoje, várias delas são praticamente suítes palacianas que oferecem as mesmas comodidades de um grande hotel. Apartamentos de primeira linha, com terraços privados, piscinas infinitas, redes, banheiras de hidromassagem e pisos de vidro permitem aos hóspedes admirar peixes coloridos, arraias e inofensivos tubarões tropicais nadando logo abaixo de seus pés, são alguns dos destaques. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta