Maestro Carlos Gomes

Há exatamente 115 anos, no dia 16 de setembro de 1896, falecia em Belém do Pará, o Maestro Antonio Carlos Gomes, o maior compositor de óperas brasileiro.

Carlos Gomes foi o primeiro compositor brasileiro a ter suas peças apresentadas no famoso Teatro alla Scalla de Milão. Destacou-se pelo estilo romântico, com o qual fez brilhante carreira na Europa. Sua ópera mais famosa é O Guarani, baseada no romance homônimo do escritor José de Alencar, que também serviu de inspiração, com roteiro adaptado, para o filme nacional com o mesmo nome, que conta a história de amor entre dois índios, Ceci e Peri e que teve direção da atriz e diretora Carla Camurati.

Em 1911, um grupo de campineiros resolveu criar um time de futebol na cidade de Campinas, terra natal de Carlos Gomes, que foi batizado de Guarani, em alusão e homenagem à obra do ilustre compositor campineiro.

Carlos Gomes nasceu em Campinas, então Cidade das Andorinhas, em 11 de julho de 1836. Era filho de Manuel José Gomes (Maneco Músico) e de dona Fabiana Jaguari Gomes. Suas principais óperas são: A Noite do Castelo (Rio de Janeiro, 1.861), Joanna de Flandres (Rio de Janeiro, 1863), O Guarani (Milão, 1.870), Fosca (Milão, 1873), Salvador Rosa (Genova, 1874), Maria Tudor (Milão, 1.879), O Escravo (Rio de Janeiro, 1889), Condor (Milão, 1.891), Colombo (Rio de Janeiro, 1892) e Minha Campinas.

Sepultado inicialmente em Belém, no Pará, seus restos mortais foram trazidos para Campinas, onde se encontram hoje no monumento em sua homenagem, erguido na Praça Antonio Pompeu.

 

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!